Aline Brentegani
Texto porAline Brentegani

O bairrismo santista

É mais fácil pra mim, por não ter nascido ou sido criada aqui, falar sobre o bairrismo dos santistas. Tenho uma opinião diferente da maioria das pessoas que conheço. Acho o bairrismo do santista a coisa mais linda da cidade.

bairrismo do santista mureta de santos

Já vi muitas pessoas dizendo que o santista é bairrista. Inúmeras vezes, brincando ou não, ouvi pessoas dizerem que Santos é uma província. Fato é que Santos, cidade que eu escolhi pra viver e formar a minha família, me enche de orgulho por ser exatamente como é.

Acho lindo quando o santista fala do seu bairro preferido e de como não quer sair dele de jeito nenhum. Nem que um prédio maravilhoso na orla da praia entrasse no Grupon!

Acho divertidíssimo quando as pessoas falam das mesmas lembranças de infância e elas se confundem com a história da cidade, da praia, dos monumentos da cidade e das escolas tradicionais.

Torcer pro Santos, a favor ou contra, é outro sentimento bairrista que eu amo. Me perdoem os São Paulinos e Palmeirenses, mas a paixão que move essa cidade, quando falamos em futebol, é torcer pro time da cidade. Que legal ter um time só seu, que leva o nome da cidade pro mundo e faz todo mundo se orgulhar dele.

Ontem, durante o JuicyDay#6, enquanto Sérgio Willians contava alguns trechos da história de Santos, pensava justamente isso: como é lindo o orgulho que os santistas têm do local em que vivem! Essa cidade foi (e é) palco de tanta coisa importante! Que bom fazer parte dessa história!

Tenho orgulho (e saudade) da cidade que nasci e vivi até meus 29 anos. São Caetano é uma cidade deliciosa, mas não existe lá o mesmo sentimento de amor que o santista tem por Santos.

O santista se preocupa com sua cidade. Ele quer ver as coisas funcionando, os políticos trabalhando, o trânsito andando.

Todo santista que mora fora da cidade sente saudades ou quer voltar, um dia, a viver aqui. Além do mar, que é minha maior paixão, em Santos se tem tudo: arte, cultura, diversão, educação, saúde. Logicamente isso tudo existe em São Paulo. Muitas vezes até em maior quantidade e melhor qualidade. Mas os contras de uma cidade como a capital, pra mim, não pagam a qualidade de vida que o santista tem.

Alias, a cada dia, mais amigos que não moram aqui, querem saber como é a vida aqui e um dia se mudar pra cá. Pra eles, sou a maior marketeira de Santos! Não canso de sair pra uma caminhada e encher meu instagram de fotos de fazer inveja a qualquer ser humano.

Santos é assim. Linda de viver. O que eu posso fazer?

Enfim, santista, não sinta vergonha de dizer que não querem morar em São Paulo, ou que preferem ganhar menos mas continuar morando na quadra da praia! Todos nós fazemos escolhas na vida. Tenho certeza que todos os que nasceram ou vivem aqui sentem a energia dessa cidade maravilhosa e por isso se orgulham do bairrismo em dizer que é santista.