Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

A exposição sobre Egito Antigo em SP está de volta – veja como visitar

  • 2
    Shares

Em fevereiro de 2020, nós contamos por aqui que ia rolar uma exposição sobre Egito Antigo em SP.

Não sei você, mas eu fiquei animada e me programei para ir visitar no mês seguinte. Acontece que, em março, a pandemia do coronavírus começou. Então, o Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo (CCBB SP), onde a mostra acontece, fechou as portas.

Se você conhece essa história e também não conseguiu visitar a mostra, aqui tem uma boa notícia.

A exposição sobre Egito Antigo em SP voltou

Assim como aconteceu na Pinacoteca de SP e no Sesc Santos, por exemplo, o CCBB SP abriu as portas na última sexta-feira. Então já dá para conferir o acervo de Egito Antigo: do cotidiano à eternidade.

juicysantos.com.br - exposição sobre Egito Antigo em SPImagem: Reprodução

Claro que as coisas não serão como antes. Em outras palavras, o público tem que respeitar uma série de protocolos de segurança durante a visita. De acordo com a divulgação, entre eles, estão:

  • Agendamento do horário da visita no site;
  • Entrada apenas pela porta principal da unidade, onde acontece a medição da temperatura corporal;
  • Tempo máximo da visita de 50 minutos;
  • Grupos de até 50 visitantes por horário;
  • Uso de escadas durante o deslocamento, a não ser que haja alguma dificuldade de locomoção.

Além disso, o uso de máscara é obrigatório no interior da exposição.

Outro ponto a ser ressaltado antes de visitar a exposição sobre o Egito Antigo em São Paulo é que a réplica da pirâmide, que ficava no térreo, não está mais lá. Isso porque é necessário favorecer a área de circulação e o distanciamento entre os visitantes. Já a interação de selfie com a esfinge continua, mas terá higienização reforçada.

Sobre a exposição

Em resumo, a exposição reúne 140 peças que ajudam os visitantes a entender a cultura egípcia.

Aspectos da historiografia geral do Egito Antigo são apresentados de forma didática, por meio de esculturas, pinturas, amuletos, objetos cotidianos, um Livro dos Mortos em papiro, objetos litúrgicos e óstracons, por exemplo.

Os itens vêm do Museo Egizio de Turim, na Itália, segundo maior em acervo egípcio do mundo. Ficam em São Paulo até janeiro de 2021.

No momento, essa é a única atração do CCBB SP disponível para visitação – diariamente, das 9h às 17 horas, exceto às terças.