Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Vacinação drive thru em Santos – vacine-se sem sair do carro

  • 1
    Share

A campanha de vacina contra a gripe começou na semana passada em Santos.

De acordo com a divulgação, mais de 31,2 mil pessoas já foram imunizadas por aqui. Mas a campanha continua. E, além das policlínicas, agora também dá para se vacinar sem sair do carro. Ou seja, está rolando vacinação drive thru em Santos.

Se você não foi se vacinar por conta do medo de aglomerações, essa é uma maneira garantir a vacina sem se colocar em risco.

Onde tem vacinação drive thru em Santos

Gostou da ideia? Então anota: a vacina drive thru em Santos acontece no Mendes Convention Center.

Por lá a vacinação acontece sempre das 9h às 16 horas. Em resumo, você entra no estacionamento e pega a fila no próprio carro – onde todo o atendimento será feito. O Mendes Convention Center fica na Av. Francisco Glicério, 206, no Campo Grande.

Nessa etapa inicial, a prioridade está em proteger os idosos acima de 60 anos e profissionais de saúde. E também, por uma decisão do governo do Estado de São Paulo, as equipes das forças de segurança e salvamento (policiais, bombeiros, guardas civis municipais) passam ser vacinadas também nesta segunda-feira (30 de março).

juicysantos.com.br - vacinação drive thru em SantosImagem: Reprodução

Também dá para se vacinar desta maneira no Rádio Clube. Se acaso você nesta região da cidade, o ponto de vacinação drive thru é em em frente à Policlínica do Rádio Clube (Av. Hugo Maia, 153).

Quem deve se vacinar contra a gripe

Como já mencionamos, a primeira fase vai imunizar idosos acima de 60 anos, profisisonais de saúde e segurança. Em seguida, a partir de 16 de abril, quem deve ir ao pontos de vacinação são os professores e portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Já a terceira etapa, com início em 9 de maio (sábado), abrange crianças de seis meses a seis anos, gestantes, mulheres que deram à luz há poucos dias, adolescentes e jovens sob medida socioeducativa, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 e 59 anos.

Além disso, vale lembrar que a vacina não é indicada para pessoas com doenças febris agudas, com alergia a ovo, histórico de anafilaxia ou que tiveram Síndrome de Guillain-Barré no período de até 30 dias após receber a dose anterior.