Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Gabriel Cristiano, um atleta caiçara no Mundial de Natação Paralímpica

Você sabia que um recordista das Américas de natação paralímpica é da Baixada Santista?

Ele se chama Gabriel Cristiano e vive aqui no Guarujá. Aos 22 anos de idade, o nadador tem em seu currículo a participação nos Jogos Paralimpicos Rio2016, no Open Internacional Caixa Loteria de Natação Paralímpica, no circuito Loterias Caixa de atletismo e natação, entre outras competições.

Em setembro, Cristiano embarca para mais uma viagem. Dessa vez, o destino é a Cidade do México, onde disputará o Mundial de Natação Paralímpica, entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro.

Foto Roberta Caprile - Divulgação (1)Imagem: Divulgação

História

Uma brincadeira de criança, na Prainha (Vicente de Carvalho/Guarujá), acarretou na amputação dos braços de Gabriel Cristiano que, na época, tinha apenas 9 anos.

Apesar do acidente, ele continuou sendo uma criança cheia de disposição e, aos 11 anos, sua família o colocou para fazer natação, como uma maneira de catalisar a energia e melhorar sua habilidade no surfe, que já praticava.

Foi lá quem descobriu a Associação Paradesportiva da Baixada Santista (APBS) e, posteriormente, foi convocado pela Seleção Brasileira pela primeira vez.

Atualmente, o guarujaense guarda o título de recordista das Américas nos 50 metros livres – com tempo de 27 segundos e 6 milésimos, conquistado na última edição internacional do Open Loterias Caixa.

Novos territórios  

A Baixada Santista ficou pequena para o atleta e ele se mudou para São Paulo, com o intuito de intensificar os treinos: desde março, ele treina cerca de duas horas por dia no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, onde conta com toda a comissão técnica da Seleção Brasileira.

“A expectativa para a competição é positiva. Estou treinando bem e a minha condição física tem melhorado ainda mais.”, afirmou.

Apesar de distante de casa, o atleta leva a cidade em seu coração e conta com a torcida da galera de Guarujá e toda Baixada Santista.

No que depender da equipe do Juicy Santos, a medalha vem pra cá, com certeza!