Texto porLudmilla Rossi
39 anos - Santos

Por um espaço de coworking em Santos

Update: esse post foi escrito originalmente em 2012. De lá para cá, muitas coisas aconteceram.

Entre elas o surgimento de vários espaços de trabalho compartilhado em Santos, entre eles coworking.

Aqui tem história completa sobre todo o rolê de coworkings em Santos. É uma versão mais atualizada, em um novo post sobre o tema, escrito em 2021, depois de uma longa temporada de pandemia e em um contexto completamente diferente de inclusão digital.

Em 2021 Santos ganha uma iniciativa que promete realizar o sonho de um coworking em Santos focado em inovação social, economia criativa e empreendedorismo: o Juicyhub.

Com a missão de conectar as pessoas empreendedoras e transformadoras ao futuro do mercado, o Juicyhub existe para incluir e tornar pessoas e negócios protagonistas da nova economia, tornando a realização econômica e pessoal possível fora das metrópoles. Inclusive nas cidades de praia. Localizado no coração do Gonzaga, o Juicyhub combina a localização perfeita com arquitetura de primeiro mundo, com mais de 715m2 e amplos espaços para produzir, encontrar pessoas, absorver conhecimento e gerar impacto positivo.

Coworking em Santos - Juicyhub


Abaixo, o relato feito por mim, em agosto de 2021.

Ontem, 23 de agosto de 2012 rolou no Tip da Mkt Virtual o segundo encontro que busca consolidar um espaço de coworking em Santos. A iniciativa é do designer e professor Niva Silva e do consultor Santiago Carballo. O evento reuniu diversos profissionais das mais variadas áreas interessados no tema e em participar dessa construção colaborativa.

O evento apresentou o vídeo do projeto Criaticidades, que trata de economia criativa. O vídeo é ultra-bacana e recomendo que assistam.

Importante – se você passar a ver políticos santistas usando o termo “economia criativa” é porque provavelmente eles viram esse post aqui no Juicy Santos (posts do Juicy andam pautando sites de cunho político – não por nossa vontade) ou na coluna da Denise Covas. Nenhum candidado está falando disso até o momento, sendo um tema EXTREMAMENTE IMPORTANTE, fundamental para o desenvolvimento da cidade (aliás eu apostaria que é um dos únicos caminhos). Cuidado, esse vídeo é extremamente pelligroso se usado por candidatos errados. FIQUE ESPERTO e NÃO SEJA ENGANADO!

Aliás, o Santiago começou o evento esclarecendo justamente que não há qualquer envolvimento político na iniciativa – bastante importante para um ano como 2012.

Após assistirmos ao vídeo, a dupla falou um pouco de economia criativa, métodos de criatividade e pensamento do design. O Niva levantou pontos interessantíssimos sobre educação, reforçando algo que a sociedade começa a perceber. Nossos métodos de educação são antiquados, de origem militar, baseados em erros e acertos (provas, testes, diplomas). O formato de educação atual não estimula a “tentativa” e a real descoberta das nossas motivações e talentos.

E o que um espaço de coworking tem a ver com isso?

Tudo! Os espaços de coworking surgiram da indústria de software aberto e não param de se multiplicar pelo mundo. Em São Paulo já existem alguns. Em Santos o desafio é criar cultura e descobrir vontades e necessidades de pessoas que estão interessadas nesse espaço – estudantes, empreendedores, desenvolvedores de software, artistas, arquitetos, fotógrafos, educadores, músicos… são muitas as atividades que poderiam trabalhar juntas, estimulando a criatividade coletiva e a cooperação.

Mas e aí?

Ninguém sabe muito bem onde os encontros irão chegar e qual será a conclusão de tudo isso. Uma dinâmica foi aplicada para o começo do mapeamento dos recursos e da necessidade do espaço de coworking em Santos. Afinal, nada mais contextualizado do que o espaço de coworking ser feito através de… coworking!

Foi o segundo encontro, com um número bem maior de participantes do que o primeiro evento. E os encontros estão abertos à participação de todos. Se você está interessado em um espaço de trabalho em Santos, saiba que datas e locais dos encontros são divulgados através deste grupo no Facebook.

Todo o contato e dúvidas também podem ser sanados através do grupo.

E, para registrar, uma foto dos participantes que ficaram até o final do encontro. Foi bem interessante 😉