Texto porFlávia Saad
42 anos - Santos (SP)

6 fatos históricos de Santos sobre a relação porto-cidade

No dia 2 de fevereiro, o maior porto da América Latina celebra seu aniversário. O Porto de Santos é motivo de orgulho para quem mora aqui.

O maior porto do hemisfério sul movimenta toneladas e mais toneladas de cargas, como café, açúcar, laranja, algodão, adubo, carvão, sucos cítricos, veículos… Pela porta de entrada – e saída – para o Brasil já passaram, desde 1892, mais de 1 bilhão de toneladas (e isso é só uma estimativa!).

Hoje em dia, Santos é responsável por cerca de 30% da balança comercial brasileira.

Em 2 de fevereiro de 1892, os primeiros 260 metros de cais construídos foram inaugurados. Atualmente, o Porto de Santos conta com 16 km de extensão de cais e uma área útil total de 7,8 milhões de metros quadrados. Em 2024, houve recorde com o maior navio que já atracou por aqui – maior até o que o Maracanã, o Natasha XIII.

Então, vamos contar um pouco como Santos e o porto estão interligados desde que a cidade era apenas um pequeno povoado na Ilha de São Vicente.

www.juicysantos.com.br - fatos históricos de santos sobre o porto

6 fatos históricos de Santos que têm a ver com o porto

1. Como começou o porto

O porto de Santos já existia muito antes de sua inauguração, em 1892.

Isso porque Braz Cubas transferiu o porto de São Vicente para as águas do estuário de Santos. Naquela época, a estrutura tinha a função de defender o território (que era um só) contra o ataque de piratas. No entanto, a mudança acabou sendo a mola propulsora do desenvolvimento dessa área da ilha de São Vicente que, mais tarde, viria a ser Santos.

www.juicysantos.com.br - fatos históricos de santos sobre o porto

2. Cafezinho?

O que chamamos de “porto organizado” coincidiu com o início da exportação de café. Consequentemente, provocou uma movimentação gigante – econômica e socialmente – em Santos. A cidade se transformou no aspecto urbanístico também.

Em 1889, surgiu a Empresa das Obras de Melhoramentos do porto de Santos e, no ano seguinte, a Companhia Docas de Santos.

Em 1892, inaugura-se o primeiro trecho organizado do porto, em 2 de fevereiro, com 260 metros de cais.

3. Energia que move toneladas

Por conta de toda essa demanda – que só crescia -, precisou-se construir uma usina de energia próxima ao porto para alimentar suas operações.

A Usina Hidrelétrica de Itatinga está na base da Serra do Mar. E, até hoje, fornece energia para as movimentações portuárias.

4. Canais vieram do porto

Pois é, a cidade ganhou seus queridos canais por conta do porto. Se hoje eles são mais lembrados por sua função de localização entre as vias do município, vale lembrar que o projeto de Saturnino de Brito tinha como objetivo fazer a drenagem de suporte dos emissários de esgoto de Santos.

5. Mais gente por aqui

Além de ascender o santista socialmente, o porto de Santos trouxe gente do Brasil – e do mundo – todo para cá.

Se, em 1873, Santos tinha 9.151 habitantes, em 1913, a população chegava a 99.000! Ou seja, aumentou 10x em 40 anos.

6. As mulheres e o porto

Apesar de ser um local imageticamente masculino, o porto de Santos sempre contou com a força de trabalho feminina. As “pianistas”, como eram conhecidas as catadoras de café, estavam entre as pioneiras, embora invisibilizadas. Hoje, elas ocupam espaços e são tema do podcast Lendárias e Portuárias.

www.juicysantos.com.br - fatos históricos de santos sobre o porto

Curtiu esse conteúdo?

Então espalhe ele por aí nas suas redes sociais! E siga a gente no Instagram para mais histórias e curiosidades sobre Santos e região.