Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

5 restaurantes tradicionais de Santos que contam a história da cidade

Visitar alguns dos restaurantes tradicionais de Santos é, de certa forma, conhecer a história da cidade. 

Afinal, algumas casas existem há mais de meio século. E, por isso, elas exibem momentos marcantes estampados em suas paredes ou casos curiosos que podem ser extraídos em conversas com garçons, por exemplo. Prova disso foi o papo que tivemos com Dimce Dobrevski, garçom do Café Paulista (quando o local ainda estava em funcionamento).

O imigrante da ex-Iugoslávia trabalhou lá por nada menos do que três décadas, viu passar pelas mesas políticos, celebridades e pessoas comuns e a ascensão, decadência e o posterior renascimento do Centro de Santos.

Por isso, não tinha dificuldade em contar a história do tradicional restaurante. E também apontou, na nossa conversa, os grandes nomes que se reuniram no local para decisões históricas e momentos de importância no Centro Histórico de Santos.

O Café Paulista, infelizmente, fechou. Mas vários restaurantes tradicionais de Santos ainda estão pelas ruas da cidade. Ou seja, encontros como esse ainda são possíveis. Há, ainda, a possibilidade de se deliciar com receitas que têm seu sabor construído há anos.

Na próxima vez que você for almoçar fora, leve isso em consideração.

Afinal, depois que as casas fecham por falta de consumidores, não adianta dizer que fazia parte da história, né?

Restaurantes tradicionais de Santos

1. Almeida

Imagem: Henrique Martin

História: O Almeida existe desde 1932, ou seja, tem 86 anos de história em um endereço simbólico: o número 1 da avenida mais importante de Santos. Leva a honra de ser um dos primeiros restaurantes da cidade e, por isso, recebeu nomes como Pagu, Plínio Marcos e o poeta Roldão Mendes Rosa. Além disso, destacamos o casarão onde fica, isso porque a construção é do início do século XX.
O que comer: Meca Santista, carnes em porções fartas e as sopas e caldos
Onde: Av. Ana Costa, 1, Vila Mathias

2. Ao Chopp do Gonzaga

Imagem: Divulgação

História: Venerando Rodrigues Quinhones veio da Espanha para Santos. Desde então, o balcão da casa vive cheio de apaixonados por churrasco, já que os 17 lugares do balcão ganharam companhia em um salão ampliado anos mais tarde. Quem frequentou em seus primórdios se lembra dessa configuração. Atualmente, a casa oferece, inclusive, pratos vegetarianos.
O que comer: O melhor molho de cebola de todos. Além do bife de chorizo, que é maravilhoso.
Onde: Av. Ana Costa, 512, Gonzaga

3. Café Carioca

www.juicysantos.com.br - Restaurantes tradicionais de SantosImagem: Reprodução/Colecione Memórias

História: Primeiramente, em 1939, o Café Carioca foi construído na Rua Dom Pedro II. Em seguida, o estabelecimento se mudou para a Praça Mauá, onde se encontra até hoje. Além da história da cidade, as paredes do Carioca exibem fotos de visitas de políticos como, por exemplo, Getúlio Vargas, Jânio Quadros, Eurico Gaspar Dutra, João Goulart, Lula e o santista Mário Covas. Sempre que políticos em campanha passam por aqui é obrigatória a pausa para foto no Carioca… E também passaram por lá artistas como Nuno Leal Maia, Luis Américo, Ary Toledo e a estrela do basquete Hortência.
O que comer: Pastel de qualquer sabor, o sanduíche de pernil e pudim de leite. Para beber, vá no clássico mate com limão
Onde: Praça Mauá, 1, Centro

4. Restaurante Olímpia

Imagem: Divulgação

História: José Joaquim Leal veio para Santos de Portugal. Depois de muito trabalho ele, junto a dois sócios, compraram o Olímpia – que era um pequeno negócio em frente à praia. Em um longo período, o carnaval santista se concentrava em frente ao restaurante. Atualmente, um filho e um sobrinho cuidam do administração do local, mas a tradição e o cuidado são os mesmos.
O que comer: Frutos do mar em geral
Onde: Av. Presidente Wilson, 92, José Menino

5. Restaurante São Paulo

www.juicysantos.com.br - restaurantes clássicos de santos sp

História: O restaurante existe desde 1945. Funcionou primeiramente na Praça da Independência, em seguida na Rua Marechal Deodoro e depois foi para o atual endereço, onde atende clientes fiéis diariamente. Você pode conhecer melhor a história com o Juicy Santos
O que comer: Pratos com camarão, em especial, o camarão à baiana.
Onde: Rua Carlos Afonseca, 4, Gonzaga

Também contam a história de Santos

Além dos restaurantes tradicionais de Santos, também existem outros comércios que fazem parte da história de Santos. Por exemplo, Walter, da farmácia Brasília e Hilário, o barbeiro do Jabuca. Além, é claro, do pessoal da Nova Bandeirantes de Tecido.

Visitar estes locais é uma forma de deixar a história da cidade viva.

Sabe de mais algum lugar tradicional na cidade que ficou fora da lista? Conta pra gente aqui nos comentários 🙂