Juicy Santos
Texto porJuicy Santos
Santos

Colaboratividade, compartilhamento, criatividade e a nova economia

  • 32
    Shares

Em pleno 2017, era da informação e de aparatos tecnológicos capazes de substituir a mão de obra humana, as possibilidades de encontrar pessoas criativas buscando soluções para problemas como os altos índices de desemprego só cresce.

www.juicysantos.com.br - wejam

Assim surgiram aplicativos como o Uber e o AirBnb, que promovem novas formas de geração de renda e relações de trabalho. E isso pode ser visto nos mais diversos setores da sociedade e na cultura também, quer ver só?

Artistas hoje pensam muito em como fazer a gestão de carreira, tornar sua arte em produto, tratar um projeto culturais como empresa, distribuir e divulgar seu trabalho. Eis que, em meio a isso, surge uma plataforma online que pretende ser uma espécie de “Uber” para que artistas se conectem com contratantes.

A rede WeJam apareceu com esse propósito e mais: a formação contínua, fruição e fomento à produção  artística também terão espaço garantido nas ações da rede. Recentemente, pude conhecer pessoalmente a equipe que compõe o projeto e compartilho com vocês aqui nossa conversa.

O que é WeJam e como foi a concepção desta empreitada?

Somos uma plataforma para possibilitar que o artista e criativo viva da própria arte. Facilita colaborações e contratações diretas entre artistas e a pessoa comum.

A concepção veio da minha própria experiência como atriz, fiz as primeiras validações no próprio prédio em que morava e percebi que se isso seria uma solução para mim e também para os meus colegas do teatro, colegas da arte e vizinhos. Percebi que, muitas vezes, buscamos viver experiências em que precisamos contratar um músico para uma festa em casa, um fotógrafo para registrar um aniversário da família ou uma artista plástica para redecorar a nossa sala, e essa pessoa mora no mesmo prédio que você ou no seu bairro.

Estamos quase na segunda década de um novo milênio, um novo século, conhecido com a era da informação. Nessa imensidão de conhecimento disponível na internet, quais são os desafios de conectar pessoas com mesmo ideal de vida?

O principal desafio é aproximar as pessoas. Vivemos um tempo em que os vizinhos não se conhecem, viajamos para outra cidade para fazer uma reunião e não cruzamos o corredor para conhecer quem mora ao lado.

O senso de comunidade precisa se reconstruir, e esse resgate é muito natural, na minha opinião.

A Era da Informação é maravilhosa, e acho que esse momento nos possibilita ver grandes transformações e inovações positivas no mundo, nas relações de trabalho, nos estilos de vida, em como as coisas funcionam.

A parte delicada disso tudo é a questão da segurança e a veracidade das informações.

Há muita especulação, há muitas informações falsas, o que leva as pessoas a se sentirem inseguras em fazer parte de algumas iniciativas.

Questões como essas trazem desafios de crescimento ao nosso negócio. Mas daí a confiança vem como um valor protagonista e como um ativo essencial para orientar o nosso trabalho e na construção de um bem ou objetivo comum.

www.juicysantos.com.br - wejamAlfonso Cenname para Unsplash

A proposta do WeJam é ser uma rede de conexão profissional, formação e fruição cultural. Conte pra gente um pouco sobre as frentes de trabalho e as possibilidades de crescimento para um artista que se cadastra na rede?

A ideia é ser um ecossistema completo para o artista e o criativo, seja para obter contratações, colaborações, conhecimento, formar redes, obter suporte de facilitadores, há produtos sendo desenvolvidos neste momento para fins educacionais, e em breve, inauguramos um espaço físico em São Paulo para o empreendedorismo artístico e criativo, um lugar para aprender, fazer e conviver. E acreditamos muito que  isso vai contribuir naturalmente para o desenvolvimento do nosso setor.

Enxergamos o artista como um empreendedor, então vamos oferecer conteúdo e ferramentas para que ele possa se desenvolver com mais autonomia na sua trajetória profissional, além de se atualizar nesse novo mercado digital.

Um artista que se cadastra na rede tem acesso a tudo isso gratuitamente e seu perfil pode ser visualizado por mais pessoas, o que possibilita mais contratações através do contato direto dos interessados. Também teremos, em breve, uma ferramenta de pagamento disponível, garantindo segurança ao artista e ao contratante.

Qual é a proposta do espaço We Jam?

Vamos criar o primeiro campus de empreendedorismo artístico e criativo para pensar e criar o futuro, gerando oportunidades, aprendizado e experiências num espaço propício para aprender, fazer e conviver. Enfim, um lugar que reúna talentos, artistas, criativos, criadores e educadores.

Nosso conceito é totalmente inspirado em casos de artistas que mudaram o status quo da humanidade por meio de suas inovações, invenções ou empreendedorismo, como a Hedy Lamarr, atriz inventora do sistema que possibilitou o desenvolvimento da base do sistema de telefonia móvel (celular) e o WiFi, Walt Disney, que construiu o primeiro protótipo da cidade do futuro totalmente sustentável, e Leonardo Da Vinci que, entre tantas invenções, inventou o helicóptero no século XV.

Que mensagem vocês querem deixar para os artistas da Baixada Santista?

Você tem o sonho de viver da própria arte? Quer ter mais liberdade para escolher com quem trabalhar? Ser contratado na vizinhança? Quer obter colaborações de colegas, artistas e criativos, para tirar grandes projetos do papel? Nossa plataforma já está no ar desde maio e os cadastros são gratuitos.

Faça parte da WeJam

Por Sarah Mascarenhas, mãe da Letícia, fissurada nos Simpsons, Pottermaníaca, uma magrela de magrela, amante de desenhos animados, uma caipira do interior paulista que resolveu descer a serra há pouco tempo e apaixonada por cultura.

Se quiser me conhecer melhor, siga no Instagram @_sarah_mascarenhas, no Facebook na página ou no blog sarahcura.blogspot.com.br