Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 25 anos - Santos

Impacto da pandemia na política: como será a eleição 2020 em Santos

  • 1
    Share

Há tempos eu não ia à banca de jornal.

Na última semana, passei em frente quando voltava da farmácia e decidi dar uma olhada nos HQs. Um senhor simpático me atendeu. Era o mesmo de sempre. Mas a simpatia dele era uma novidade que eu não entendi muito bem. Talvez seja um efeito da crise causada pela pandemia, pensei.

– Querida, desculpa a pergunta, mas você tem quantos anos?

– Vinte e quatro.

– Então já tem que votar, sabe né? Posso te dar uma sugestão de candidato? É aqui do bairro, gente fina.

Aí eu lembrei: a corrida eleitoral de 2020 começou

Mas, nesse ano as coisas vão ser um pouquinho diferentes do que estamos habituados.

www.juicysantos.com.br - eleições 2020 o que muda

Para começar, o mês de irmos às urnas foi alterado por conta da COVID-19. Tradicionalmente, as eleições acontecem em outubro. Mas, neste ano, tanto o primeiro turno quanto o segundo passaram para novembro. Portanto, as datas escolhidas foram os dias 15 e 29.

Em consequência dessa mudança, todo o calendário eleitoral sofreu alterações. A propaganda eleitoral, como a que o senhor da banca fez, por exemplo, estava autorizada para começar no último dia 27 (de setembro). Já o horário político, tanto na TV quanto na rádio, começa na próxima sexta-feira (dia 9 de outubro).

Também por conta da pandemia, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem aconselhado os candidatos a evitar eventos públicos. Mas eles não estão proibidos de acontecer, desde que em locais abertos, já que a eleição segue normas estabelecidas na resolução de 2019 sobre propaganda eleitoral.

De acordo com essas regras, o que não pode é:

  • Showmícios, exceto se o candidato for o artista a se apresentar;
  • Distribuição de brindes com marcas ou dizeres da campanha;
  • Distribuição de cestas básicas, material de construção ou outros benefícios;
  • Propagandas em outdoors ou muros;
  • Propagandas em páginas de terceiros na internet;
  • Envio em massa de mensagens instantâneas sem a permissão dos receptores;

Se você observar algum candidato fazendo qualquer uma dessas coisas, pode denunciar online. É só acessar o site clicando aqui.

Quem são os candidatos da eleição 2020 em Santos

Além do candidato que o jornaleiro me falou sobre, Santos tem mais de 500 candidatos concorrendo a uma vaga na Câmara Municipal. No total, 21 deles serão eleitos.

Aliás, nesse ano, pela primeira vez estão rolando campanhas de mandatos coletivos em Santos para uma das cadeiras do legislativo santista. Isso significa que, no lugar de uma pessoa, as decisões serão tomadas por um grupo (entenda melhor aqui).

Já para o executivo, ou seja, os candidatos à Prefeitura de Santos em 2020, temos 15 candidatos:

  • Bayard (PTB); vice: Valmir Nunes (PTB) – 14.
  • Carlos Paz (Avante); vice: Vania Vieira Rodrigues (também do Avante) – 70.
  • Delegado Romano (DC); vice: Márcia Regina Teixeira da Encarnação Labatut (DC) – 27.
  • Douglas Martins (PT); vice: Aurelia Maria Rios Piterskih (também do PT) – 13.
  • Dr Marcio Aurelio (PDT); vice: professora Cecilia (também do PDT) – 12.
  • Guilherme Prado (PSOL); vice: Eneida Figueiredo Koury (tmbém do PSOL) – 50.
  • Ivan Sartori (PSD); vice: Dra. Julia (também do PSD) – 55.
  • João Villela (Novo); vice: Raul Finochio Ferreira da Rosa (também do Novo) – 30.
  • Luiz Xavier (PSTU); vice: Alexandre Carvalho Leme (também PSTU) – 16.
  • Marcelo Gomes (PRTB); vice: Lidia Freitas do Nascimento (também PRTB) – 28.
  • Moysés Fernandes (PV); vice: Sonia Brunetti (tmbém do PV) – 43.
  • Rogério Santos (PSDB); vice: Renata Costa Bravo Oliveira (também do PSDB) – 45.
  • Tanah Corrêa (Cidadania); vice: Andréa Fiore Maia (também do Cidadania) – 23.
  • Thiago Andrade (PC do B); vice: Nereide Saviani (também do PC do B) – 65.
  • Vicente Cascione (PROS); vice: Decio Couto Clemente (do PL) – 90.

Uma coisa interessante de se notar é que, mais uma vez, nenhuma mulher é candidata à prefeitura de Santos. Assim como nas eleições de 2016, elas só aparecem na disputa da câmara ou como vice.

Parece até que a gente retrocedeu no tempo. Já que, como bem apontou o colunista Wagner Alcântara, a eleição de 2020 em Santos nos faz rememorar um pouco do que rolou nos anos 90.

www.juicysantos.com.br - eleições 2020 o que muda

Mulher na política no Brasil

Enquanto em Santos não temos nenhuma candidata, no Brasil, mais de 180 mil mulheres concorrem nas eleições 2020. O aumento, em comparação ao pleito anterior, é de apenas 0,1%. Aqui na região, mulheres aparecem como candidatas em Praia Grande, São Vicente, Peruíbe, Guarujá, Cubatão, Itanhaém em Bertioga.

Em outras palavras, apenas Santos e Mongaguá não têm mulheres na lista de candidatos ao executivo.

Por outro lado, nacionalmente falando, essa é a primeira vez que as eleições têm mais candidatos negros do que brancos. São 270 mil negros — ou 50% contra 48% de brancos.

Este ano, a verba de campanha e o tempo de propaganda eleitoral no rádio e TV serão proporcionais às candidaturas negras. Mas, é importante  ressaltar: mais de 25 mil candidatos que concorreram na última eleição mudaram a raça declarada no TSE.

Além disso tudo, vale lembrar que, em 2020, a biometria ainda não vai estar valendo – também por conta da COVID-19. Então, mesmo se não tiver feito o cadastro, poderá votar normalmente.

Ah, lembra o senhor lá da banca? Ele não sabia nenhum projeto do candidato dele e nem o que um vereador faz.

Se acaso você tiver esse tipo de dúvida, nós vamos continuar falando aqui no Juicy Santos sobre as funções dos vereadores e o que eles fazem de fato. E isso te ajuda na hora de escolher em quem votar 🙂