Clique aqui e confira também nosso tema da semana

Workation: quando o trabalho e a viagem se misturam

Depois de home office e trabalho híbrido, outro termo diferente vem ocupando o vocabulário de quem tem jobs criativos ou flexíveis: workation.

Se você nunca ouviu a palavra, não tem problema, a gente explica. O conceito de workation une as palavras WORK (trabalho) e VACATION (férias).

Em 2022, o termo “workation” teve aumento de mais de 450% no número de pesquisas no Google!

Primeiramente, trata-se de uma viagem de trabalho ou um período de tempo em que alguém trabalha remotamente em local diferente do seu escritório. Isso pode ser uma praia, uma fazenda, uma cidade ou qualquer outro lugar que a pessoa considere inspirador, diferente ou relaxante – a curto, médio ou longo prazo.

De acordo com essa modalidade, dá, sim, para juntar trabalho e turismo no mesmo pacote.

www.juicysantos.com.br - workation o que é

Essa tendência começou a aparecer por volta de 2016 nos Estados Unidos, onde não existem férias remuneradas. No entanto, depois da pandemia, com o aumento das vagas remotas e a melhoria de tecnologias de comunicação assíncrona, o workation se tornou uma tendência global, inclusive entre os brasileiros autônomos, empreendedores e funcionários com horários flexíveis.

Um escritor que passa um mês trabalhando de um resort na Bahia, uma pessoa que trabalha em tecnologia e aluga uma casa na praia ou alguém que trabalha com projetos pontuais e decide se hospedar em um Airbnb em uma cidade qualquer da Europa. Todos esses são exemplos de workation.

No Juicyhub, temos vários membros que chegaram até nós com esse desejo de unir o trabalho à vida perto do mar.

Workation e trabalho remoto são a mesma coisa?

A principal diferença entre workation e trabalho remoto é a duração.

No workation, o colaborador atua remotamente apenas pelo período da viagem. Já no trabalho remoto, o colaborador pode trabalhar de longe de forma definitiva. Ou seja, por tempo indeterminado.

Mas será que funciona pra todo mundo?

Para os defensores dessa modalidade, oferecer a possibilidade de uma workation para funcionários pode ajudar na retenção de talentos e aumentar o nível de satisfação dos colaboradores.

Entre as vantagens, estão:

  • Redução do estresse: trabalhar em um ambiente diferente pode a aliviar o estresse e melhorar a sensação de bem-estar
  • Recarregar as energias: se você não tem tempo de tirar férias longas, talvez essa seja uma opção de meio-termo
  • Melhoria do humor: estar em um ambiente novo e inspirador consegue dar aquele “boost” na motivação e na produtividade
  • Impulsionamento da criatividade: novos ares abrem novas perspectivas e arejam as ideias

Mas, obviamente, existem alguns desafios, se estivermos falando de empresas:

  • Definição de políticas e processos: é fundamental estabelecer procedimentos claros para o workation, incluindo regras sobre o tempo de trabalho, a comunicação com os colegas e as expectativas de produtividade
  • Gestão da produtividade: como as metas serão cumpridas e avaliadas?
  • Gestão da cultura organizacional: o workation pode afetar a cultura organizacional da empresa, pois os colaboradores estarão trabalhando em locais diferentes, com hábitos e horários distintos.

Está pensando em uma workation?

  • Escolha um destino: além de um lugar legal e atrativo, precisa ter internet acessível e de boa qualidade
  • Conte para seu líder ou empregador: todo mundo precisa estar na mesma página
  • Defina limites: tenha claro onde começas e terminam o tempo de trabalho e o tempo de lazer.

E, se vier para Santos, conheça o Juicyhub, um lugar incrível para quem trabalha remotamente ou no formato híbrido.

Texto porJuicy Santos
Santos