Flávia Saad
Texto porFlávia Saad
38 anos - Santos (SP)

Movimento ELA: ajude mulheres da Baixada Santista na quarentena

  • 1
    Share

A quarentena do coronavírus pegou a maior parte dos setores da economia de surpresa. Mas nenhum foi tão afetado quanto a cultura.

Eventos cancelados, editais suspensos e verbas apertadas sufocam ainda mais uma área que, no Brasil dos últimos anos, vem sofrendo duros golpes. E, ainda assim, sobrevivendo.

Por isso, iniciativas como o Movimento ELA – Empoderamento, Liberdade e Arte se revelam tão importantes num momento como este.

Em busca de voz e representatividade, o ELA buscou, nos últimos 2 anos, estimular o protagonismo feminino. Fez isso por meio de festas de ocupação de espaço público, rodas de conversa, oficinas e um festival presencial, que aconteceu em 2019 durante 3 dias.

Dessa vez, terá uma edição online. A ideia é oferecer uma fonte de renda para as mulheres e também meio de divulgação de sua arte.

E você pode ajudar a construir essa ação incrível participando do financiamento coletivo do ELA.

www.juicysantos.com.br - movimento ela festival de arte e cultura com mulheres

Como colaborar com o Movimento ELA?

Para 54 mulheres artistas independentes e autônomas da Baixada Santista, o ELA servirá como um porta-voz, uma nova forma de fazer arte e levar cultura por aí.

Portanto, para manter de pé os sonhos e a renda dessas mulheres, está no ar uma campanha de matchfunding (para cada R$ 1, a plataforma Benfeitoria transforma em R$ 3) para a realização do festival ELA online.

O valor a ser alcançado é de R$ 30.000,00.

As artistas beneficiadas são, em sua maioria, residentes das periferias da região Em especial, da Zona Noroeste de Santos, da área continental de São Vicente e de Vicente de Carvalho.

Vale lembrar que a cultura e os eventos ficam entre os últimos setores da economia a retomar atividades mesmo depos da flexibilização do isolamento. Então, mais do que nunca, precisamos de arte pra seguir em frente.

Anote na agenda: Festival ELA

O 2º Festival ELA vai rolar no segundo fim de semana de agosto. Em 3 dias de programação 100% online, contemplará várias modalidades artísticas e de conteúdo – todas com mulheres à frente.

Você pode doar qualquer valor na página da campanha no Benfeitoria até dia 21 de junho.

Lembrando que, nessa vaquinha virtual “turbinada”, o Fundo Enfrente vai triplicar a arrecadação, o que pode beneficiar ainda mais essas mulheres caiçaras e suas famílias.