Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
39 anos - Santos

Tomie Ohtake no Emissário: a escultura que amplifica o mar

Clique aqui e confira também nosso tema da semana

O monumento de Tomie Ohtake no Emissão Submarino marcou os 100 anos da imigração japonesa no Brasil. O centenário comemorado em 2008 trouxe para santos uma porção de significados e marcos, incluindo o monumento vermelho de quinze metros de altura que é um verdadeiro astro do nosso Instagram.

A escultura não tem nome pois era assim que Tomie gostava que sua arte fosse vivida: “Nenhum trabalho meu tem nome. Prefiro que cada pessoa busque a sua interpretação”. Eu costumo olhar para esse monumento e pensar uma echarpe vermelha esvoaçante.

Tomie Ohtake no Emissário Submarino, em Santos SP

Mas além do visual belíssimo, recentemente fiz uma descoberta sobre o monumento da Tomie Ohtake.

Sim, a escultura AMPLIFICA O SOM DO MAR!

Era um sábado de céu muito limpo quando eu e meu marido fomos ver o por do sol lá no Emissário Submarino. Como a lua estava subindo, ficamos um tempão tirando fotos. Resolvi me aproximar do monumento para garantir uns cliques diferentes. Meu marido me acompanhou até lá e ficou bem debaixo da ponta do monumento.

– Caraca! Vem cá ouvir isso!

Ele percebeu que o Tomie Ohtake, além de emprestar movimento e uma cor linda à nossa orla, também é uma experiência sensorial.

Não sei se foi o acaso ou se foi algo milimetricamente pensado pela artista japonesa (não duvido), mas uma coisa é fato: fique bem debaixo da ponta do monumento que você notará uma baita ressonância do som das ondas do mar. É lindo de ouvir.

Quase como aquele efeito de “colocar a concha no ouvido”.

O desenho do movimento e o material acabam funcionando como amplificadores do som do mar.

E o que mais me chocou é que nunca ouvi ninguém falar disso. Perguntei para amigos caiçara de raiz e ninguém sabia disso. O único lugar que vi alguém mencionar o fenômeno foi um turista mais atento no TripAdvisor.

Agora você já sabe: temos uma escultura aqui em Santos que ressoa o som do mar. Já que pouca gente sabe, tá na hora de sair espalhando esse divertido fenômeno por aí.

Se você gostou desse post, saiba mais sobre o monumento e sua criadora.

E na foto abaixo, exatamente o local onde eu fiquei para ouvir a ressonância do mar.

Tomie Ohtake em Santos