Flávia Saad
Texto porFlávia Saad
38 anos - Santos (SP)

Sabia que dá pra harmonizar vinho com música?

  • 1
    Share

O date chegou na sua casa, o look tá perfeito, o vinho tá no jeito. Só falta a trilha sonora ideal. Ou melhor, faltava. Porque hoje a gente vai falar de como vinho e música combinam perfeitamente.

Vinhos e comidas estão sempre lado a lado – mas sabia que dá pra harmonizar o que vai na sua taça com o que vai na sua caixa de som?

Pra esse #sextou, a dica é da Jessica Marinzeck, sommelière da Evino. Segundo ela, casar playlist com sua escolha de vinhos pode criar uma experiência sensorial especial.

www.juicysantos.com.br - pernas de meia arrastão e vinho e globo de espelhos - como harmonizar vinho com música - harmonizar vinho com música

Como harmonizar vinho com música?

Então qual gênero musical se encaixa com qual tipo de vinho?

A sommelière compartilhou as melhores combinações para você experimentar e harmonizar vinho com música nas playlists da Deezer.

Samba vai com vinhos nacionais

Uma das premissas para fazer o match perfeito é a da regionalidade.

Ou seja, selecionar a música de acordo com o local de origem do vinho.

“Se o samba orgulhosamente é um produto nacional reconhecido internacionalmente, o vinho brasileiro também tem conquistado público e críticos fora das terras tupiniquins”, diz Jessica. 

Para acompanhar o ritmo, a sommelière indica o Bertolini Cadinho Blend 2014, blend de Merlot, Touriga Nacional e Nebbiolo produzido no Rio Grande do Sul.

Trata-se de um vinho com toque terroso e final persistente.

Pra acompanhar, aposte na playlist Eu Sou o Samba.

O cool do jazz

“O jazz tem inúmeras vertentes e uma delas é a sua característica elétrica e vibrante, assim como os brancos com acidez elevada. Você não consegue passar imune por ambos, assim como a sua surpreendente complexidade”, ensina Jessica.

Vá de Gustav Riesling Trocken 2018. Produzido na Alemanha, terra de alguns dos melhores vinhos brancos do mundo, é fresco, com acidez equilibrada e mineralidade marcante.

No som, coloque a playlist Best Jazz Of All Time.

Rock’n roll all night

Baixo, guitarra e bateria pedem peso. Por isso, tintos feitos com Malbec, Primitivo e Cabernet Sauvignon são as escolhas ideais.

A sommelière indica o Nero Reale Primitivo di Manduria DOC 2018 , vinho concentrado, marcante e com taninos redondos produzido em uma das mais famosas regiões italianas.

A playlist Best Rock of All Time vai agradar aos fãs do gênero por horas e horas.

MPB, que coisa mais linda

Segundo Jéssica, o vinho rosé e a MPB têm uma coisa em comum: quando você ouve a música ou prova o rosé, o resultado final parece tão fácil. Mas a execução de ambos não é assim tão trivial.

Para acompanhar o som da bossa nova, a sommelière indica o Les Calandières Terres du Midi Rosado 2019, rótulo frutado, versátil e fresco no paladar.

Pra quem tem saudades, vá de MPB Anos 90 .

Pop chiclete

A linha Vibra traz vinhos em lata, inovando como os grandes nomes do pop, como Madonna, Lady Gaga e Michael Jackson.

Vai bem com a playlist Pop All Stars .

Clássico é clássico – e vice-versa

“Assim como a música clássica, o Barolo é um vinho complexo por si só. Não deguste ambos com pressa, é preciso paciência”, afirma Jessica. “Ligue o som, deixe o vinho na taça para abrir seus aromas. Estamos falando de experiências contemplativas e meditativas”, completa.

Que tal ouvir Para Sempre Música Clássica?

E, se você está apaixonado por vinhos, não deixe de ler sobre as melhores dicas pra comprar vinhos online.