Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Ouça Amores, o primeiro álbum-solo de Dani Vellocet

Eis aqui um quase fã clube da Dani Vellocet.

E não teria como não ser, né? A mina é aqui de Santos e manda muito bem na música. Depois da banda Mecanika, na qual era vocalista e tocou muito na noite da cidade, ela lançou carreira solo e vem fazendo sucesso. Se você não a conhece, a culpa não é nossa. Pois, como boas admiradoras, já enaltecemos o trabalho da Dani aqui no Juicy algumas vezes. 

Em 2017, Dani lançou seu primeiro trabalho solo e havia a promessa de um CD completo. Em seguida, foi a vez de um clipe lindo para A Rainha e o Leão. Para cumprir com sua palavra, o primeiro álbum já está disponível em streamings como Spotify e Deezer, por exemplo.

Amores, primeiro álbum-solo de Dani Vellocet 

www.juicysantos.com.br - primeiro álbum-solo de Dani Vellocet 

Foram necessárias treze músicas para Dani mostrar toda sua intensidade.

Afinal, se você acredita em horóscopo, estamos falando de um leonina raiz. Em outras palavras, Dani diz que isso significa ser leal, criativa, calorosa e irremediavelmente apaixonada. As músicas mostram que isso é uma verdade.

“É um disco moderno, mas conserva muito do orgânico, sempre destacando a letra e o romantismo”, avalia o produtor, Diogo Strausz. “Quando decidimos pirar um pouco mais, exploramos partes psicodélicas, rock’n roll e anos 80. Nossa missão foi explorar duas pontas do espectro do apaixonamento”.

Dessas composições, três já foram reveladas: ‘Amores’, que dá título ao álbum e também ‘Babe’ e ‘A Rainha e o Leão’ (a nossa preferida).

Influências

Primeiramente, você é apresentado ao talento de Dani Vellocet com ‘A Rainha e o Leão’. A canção autoral é uma viagem oitentista marcada pelo timbre do baixo, melodia da voz e solo de sax .

Em seguida, a pegada lembra o indie-pop em Lado Bom. Aliás, temos que dizer que a canção tem participação de Rogério Flausino (Jota Quest) e o tema é a mudança da Dani de Santos para São Paulo – motivada por amor.  O disco continua com Amores, que dá nome ao disco.

“É uma conversa com alguém muito querido, sobre relacionamentos”, conta a cantora.

“É um conselho! Uma hora vai passar e depois vai começar tudo de novo”.

Em seu lançamento, a música teve mais de 1 milhão de views no Facebook e 50 mil compartilhamentos.

O disco segue com: Planos, Todos Estão Loucos (inspirada em Todos Estão Surdos, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Por Favor, Rebobine, Chardonnay, Seus Sinais, Leve e 365 Dias. Em resumo, as faixas destrincham, aos poucos, todas as fases do amor e todos seus efeitos colaterais.

Clique e ouça o som (e apaixone-se também)!