Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Lançamento do documentário Arte Além do Dique

Como você descreveria Santos em três palavras?

Nós, do Juicy Santos, provavelmente diríamos: cultura, gastronomia e diversão. Porque são essas faces da cidade que fazem parte do nosso dia-a-dia. Mas nem tudo é orla, e nós sabemos disso.

Há algum tempo, fomos ao Rádio Clube para conhecer o Instituto Arte no Dique.

A instituição existe há quase 14 anos e tem como missão realizar a inclusão social e trabalhar cultura e cidadania nessa região da cidade.

O trabalho desse pessoal foi reconhecido, resultando no documentário Arte Além do Dique, dirigido por Julia Mattos.

O filme tem lançamento nesta quinta-feira (23 de junho), às 17 horas, na sede da instituição (Rua Brigadeiro Faria Lima, 1349, Rádio Clube).

Documentário Arte Além do Dique10Imagem: Divulgação

Em pouco mais de 18 minutos, a produção traz depoimentos de membros do Arte no Dique e de moradores da comunidade do Dique da Vila Gilda. A narração mostra a transformação da região e das pessoas que ali vivem.

José Virgílio Leal de Figueiredo, presidente do Arte no Dique, explica que esse tipo de registro é importante para perpetuar a ideia e mostrar a importância do trabalho.

“Essa inclusão é capaz de melhorar a sociedade num todo, pois a questão cultural passa pela cidadania, a autoestima, a educação e a saúde, além das atividades artísticas”.

O documentário

A ideia de transformar a trajetória em filme surgiu durante uma aula de psicologia no Mackenzie.

“No início do semestre, os professores pediram que visitássemos uma instituição de intervenção social e eu sugeri ao meu grupo que fizéssemos sobre o Arte no Dique”, conta Julia.

Apesar de nunca ter visitado a comunidade, a estudante já havia ouvido o nome do projeto muitas vezes e foi daí que surgiu o interesse em descobrir ainda mais.

“Além da pesquisa realizada pelo Mackenzie, eu e meus sócios da Terruá Filmes decidimos produzir o documentário. O processo foi maravilhoso! A produção começou em março, as gravações em abril e finalizamos o filme em maio”, completa.

Se você quer conhecer melhor essa parte da história de Santos, assista à estreia do documentário. A entrada é gratuita.

Depois do lançamento, o filme deverá ser exibido em Paris e percorrer festivais e instituições de ensino.