Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
37 anos - Santos

Semana do Doador de Sangue vai até 30 de novembro

Hospital Ana Costa convida atletas da região para reforçar a conscientização sobre a doação de sangue. No dia 25 de novembro (próxima segunda) é comemorado o Dia Nacional do Doador de Sangue, que reforça a importância da doação voluntária. O Hospital Ana Costa realiza a Semana do Doador e conta com a participação de atletas renomados da região para ampliar o esforço e a conscientização sobre a importância desse ato de solidariedade.

Na segunda-feira de manhã, o Banco de Sangue do HAC receberá a visita de Sylvio Mancussi, surfista de ondas gigantes, Leco Salazar, surfista e campeão mundial de stand up, Claudio Clarindo, ciclista especializado em longas distâncias, Felipe Guedes, triatleta profissional e a para-atleta Elizabeth Rodrigues Gomes, cadeirante, 1ª do ranking mundial de atletismo, recordista brasileira e sul-americana da modalidade.

A Semana do Doador vai até sábado, 30 de novembro. O esporte e a saúde caminham juntos e o objetivo é chamar a atenção da população para esse assunto tão importante a partir dos expoentes do esporte regional. Será oferecido um café da manhã especial aos doadores que comparecerem ao Banco de Sangue durante esta semana.

Os atletas:
Sylvio Mancussi – surfista de ondas gigantes e apresentador do programa “Na Onda”, pelo canal Off. Um dos mais experientes kitesurfistas do Brasil.

leco-salazar
Leco Salazar (foto) – surfista e 1º campeão mundial de stand up em 2012. Atual 3º do ranking mundial.

Cláudio Clarindo – ciclista, considerado uns dos 10 ciclistas especializados em longa distância no mundo. Único brasileiro a ter completado quatro vezes a Race Across America (RAAM) na categoria solo.

Felipe Guedes – Triatleta profissional com 15 anos de experiência.

Elizabeth Rodrigues Gomes, cadeirante – atletismo. 1ª do ranking mundial, recordista brasileira e sul-americana.

Um ato de amor
Nara Simone Ferreira de Jesus, biomédica supervisora do Banco de Sangue do Hospital Ana Costa, diz que, no momento, os estoques estão baixos e é preciso todos os tipos de sangue. Ela ainda explica que se 4% da população fosse doadora, os hemocentros manteriam seus estoques sempre em níveis adequados.

Nara ainda diz que as pessoas, de modo geral, doam sangue em situações extremas, quando alguns familiares ou amigos necessitam. “Estima-se que a cada dois segundos, algum paciente necessita de transfusão de sangue no Brasil. Cerca de 1 em cada 5 pessoas internadas necessitarão de transfusão de sangue durante o período em que permanecerem no hospital. Os baixos estoques comprometem os tratamentos clínicos e cirúrgicos, que em casos extremos são cancelados por falta de reserva de sangue.”
A busca dos hemocentros é a fidelização dos doadores, já que a maioria acaba apenas doando sangue quando conhecidos precisam. Por isso, a conscientização e informação são tão importantes para disseminar a ideia. “Doar sangue é um ato de amor ao próximo e ajuda a salvar vidas. O sangue humano é insubstituível e somente pode ser obtido através da doação”.

Doação
Quem se interessar em doar sangue, deve comparecer ao 8º andar do Centro de Diagnóstico, na Rua Amazonas, 143. O atendimento é de segunda à sexta-feira, das 8 às 14 horas. O telefone para informações é (13) 3226.9252.
O Banco de Sangue do HAC também abre no último sábado de todo o mês para atender os doadores que não podem comparecer durante a semana. Neste mês, o dia coincide com o final da Semana do Doador.

Informações Úteis
– O doador deve tomar café da manhã: não comparecer em jejum. Após o almoço aguardar 2 horas para doar.
– A idade mínima para doar é 16 anos e a máxima 67 anos. Comparecer com a carteira de identidade. Menores de idade devem vir acompanhados pelo responsável.
– O doador deve ter boa saúde. Não deve estar em uso de medicamento, gripado ou resfriado. Deve ter peso superior a 50 quilos.
– O intervalo para cada doação é de 2 meses para homens e de 3 meses para mulheres. Entre 60 e 65 anos o intervalo deve ser de 6 meses para cada doação.
– Média de tempo para doação: 15 a 45 minutos
– Não pode doar sangue quem foi ou é portador de: Hepatite, Diabetes, Doenças do coração, Doenças dos rins, Doenças do sangue e Doenças infecciosas.
– O resultado dos exames é retirado posteriormente pelo doador pela internet, no site do HAC (www.anacosta.com.br) mediante login e senha entregues no momento da doação.