Texto porFlávia Saad
40 anos - Santos (SP)

Cães da Guarda Municipal de Santos vão ajudar pacientes em tratamento na cidade

Que os pets são uma parte importante e o carinho deles pode mudar vidas, a gente já sabe. E o coração fica sempre mais quentinho quando chegam notícias como essa. Os cães da Guarda Municipal de Santos vão começar a visitar pacientes em hospitais, asilos e entidades assistenciais da cidade.

Esse contato entre cachorros e humanos para fins terapêuticos se chama cinoterapia.

www.juicysantos.com.br - cães da guarda municipal de santos

O canil da Guarda Civil Municipal iniciou uma capacitação com a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. Isso porque, em São Paulo, já existe essa atuação.

A terapia com a ajuda dos cães da Guarda Municipal de Santos vira mais um serviço prestado, além das operações de segurança e apresentações de show dog e agility em escolas e eventos no município. Os cães Argos, Hórus, Logan, Ozzy e Gaia compõem o plantel da GM.

No primeiro dia de treinamento, 6 guardas municipais de Santos acompanharam a corporação paulista em ação no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. O grupo percorreu a ala de geriatria da unidade, entregando flores e promovendo interação entre cães e pacientes. Na próxima semana, a ação se estende ao setor de oncologia infantil do hospital.

As atividades teóricas e práticas serão realizadas tanto na base paulista quanto no canil da GCM de Santos.

www.juicysantos.com.br- cães da guarda municipal de santos visitam pacientes

O que é cinoterapia?

Vamos lá: em grego, “cino” quer dizer “cachorro”. Consequentemente, o termo “cinoterapia” se refere à terapia realizada com o auxílio de cães.

De acordo com o Conselho Regional de Veterinária de SP, a cinoterapia é uma técnica de intervenção terapêutica que utiliza animais como agentes. Além de cães, é possível também o trabalho com outros animais, como coelho, cavalo, hamster, tartaruga, etc. Interessante destacar que, na população idosa, a prática se revela bastante eficaz, por se tratar de um grupo com necessidades afetivas nem sempre correspondidas.

A cinoterapia é um tratamento complementar aos tradicionais. E pode tornar a experiência do paciente mais agradável. Além disso, o contato com animais amáveis, dóceis e brincalhões também contribui com o bem-estar de pessoas de diferentes faixas etárias e condições de saúde.