Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Hemeroteca de Santos e a história do jornalismo santista

Hemeroteca. A palavra não é das mais bonitas.

Você sabe qual é o significado dela?

A etimologia diz que veio do grego hemero, que significa dia – o lugar em que se guarda o dia. Ou seja, hemeroteca é o acervo de periódicos que contam, detalhadamente, a história de uma região.

hemeroteca

A coletânea santista é conhecida como Hemeroteca Municipal Roldão Mendes Rosa e fica no Centro de Cultura Patrícia Galvão, mas muitos moradores não sabem disso ou simplesmente desconhecem a sua importância.

O projeto foi idealizado em 1991 pelo jornalista Marcilio de Araújo. Atualmente, conta com arquivos mais completos que muitos jornais – afinal de contas, são 24 anos dividindo histórias em assuntos e pastas.

hemeroteca

O local é frequentemente visitado por historiadores, alguns estudantes e leitores assíduos dos jornais diários, que preferem fazer isso por lá – seja pelo silêncio ou pelos exemplares disponíveis gratuitamente.

No último ano, cerca de 8.700 pessoas passaram pelo local à procura de conteúdos que, na maioria das vezes, não estão na internet (nós já fizemos isso). Se comparado ao número de recortes – mais de 300 mil divididos em cerca de 3 mil pastas – é bem pouco.

O primeiro jornal publicado por aqui, conhecido como Revista Comercial, esta guardado por lá, junto às coletâneas de Cidade de Santos (diário que circulou entre 1967 e 1987) e O Diário (1936 a 1977).

Enquanto muitos santistas ignoram o lugar, equipes de jornalísticas da França, Portugal e São Paulo já utilizaram a nossa hemeroteca como cenário e fonte de pesquisa para documentários e grandes reportagens. Além disso, os arquivos ali presentes ajudaram a garantir a cidadania de um imigrante italiano, que utilizou os recortes para provar que havia chegado a Santos de navio.

hemeroteca

hemeroteca

Quem foi Roldão Mendes Rosa

Jornalista e escritor, o homenageado foi um grande intelectual santista. Entre suas obras de maior sucesso, está Poemas do Não e da Noite.

Espaço Lydia Federici

IMG_20150428_110618

Desde 2000 a hemeroteca tem um espaço dedicada à atleta e cronista Lydia Federici. Troféus, objetos pessoais e 44 volumes de suas crônicas, publicadas em A Tribuna, ficam expostas aos visitantes.

A Hemerotca de Santos funciona de segunda a sexta­-feira, das 8 às 19 horas, e aos sábados, das 8 às 14 horas. Toda consulta é gratuita. O endereço é Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.