Nathalia Ilovatte
Texto porNathalia Ilovatte
TAGs

passeios

Passeio de domingo em São Paulo

É sempre bom se inspirar em Luísa Marilac e fazer algo diferente no fim de semana. O diferente pode ser ir de teleférico ao Morro da Asa Delta, mas também vale subir a serra e dar um passeio pela vizinhança, afinal, o pedágio tá caro mas São Paulo continua logo ali. E opções para se divertir por lá não faltam.

Uma dica clichê, mas deliciosa, é caminhar pela Avenida Paulista no domingo. Tem lojas de tudo funcionando no domingo, feirinhas e gente feliz:

Prédio da Gazeta


Aí funciona a TV Gazeta, o Colégio Objetivo, a Faculdade Cásper Líbero e também o Reserva Cultural, que tem exposições, café francês, bistrô e cinema. Mas vá preparado, porque os ingressos aos domingos custam R$22.

Fnac

Segura a carteira. A Fnac tem novidades tecnológicas (notebooks, televisões, iPads, etc), DVDs, muitos DVDs, revistas importadas, action figures (de Trent Reznor a Chapeleiro Maluco), camisetas da coleção especial da Nonsense, livros, artigos de papelaria e um café simpático. Dá vontade de comprar tudo e eu acho os preços mais honestos que os da Livraria Cultura.

Feirinha do Trianon


Tem acessórios incríveis, tipo colares de pedraria e de metal trabalhado, roupas ótimas como vestidos e saias longas, calça saruel xadrez e poncho de tricô, artesanatos para decorar a casa e até plantinhas. Os preços são bem justos (pulseira grande de pedraria por R$10, máscara do Fantasma da Ópera por R$30). Aí você me pergunta “por que eu preciso ir até São Paulo ver isso se eu posso ir ao Sesc, mimimi?”. Porque todo artesanato é único e muita coisa que tem aqui não tem lá e vice-versa.

Parque Trianon


Vale entrar para sentar no banco enquanto saboreia um docinho da feirinha ou para fazer exercícios. Além de bonito e bem cuidado, o parque é seguro durante o dia. É legal descer até os fundos para ver a Alameda Santos sobre a ponte.

A maior Marisa do mundo


Se Las Vegas tem a H&M, a avenida Paulista tem a Marisa. A loja é gigante e os dois andares só têm roupas, sapatos e acessórios femininos com aquele precinho de mulher pra mulher.

Feirinha do Center 3

Mais roupas, saias longas, vestidos feitos à mão, almofadas, acessórios, ímãs… A diferença dessa feirinha pra do Trianon é que, para definir de maneira bem estereotipada, a do parque é pra estudante de Ciências Sociais e a do shopping pra estudante de Comunicação. Ficou claro?

No Center 3 nem tudo está a preço de banana, mas vale garimpar. As marcas que expõem por lá seguem as tendências, mas as peças têm carinha de handmade, e não de fabricadas em série, como as que a gente compra em shopping.

Feirinha de antiguidades do MASP


Tem desde os objetos mais legais de decoração, daqueles que parecem tirados do cenário de um filme de época, até as bizarrices que você jamais saberia onde enfiar. O passeio vale tanto pelas compras quanto pela sensação de estar em um museu no vão livre.  O “Guerra dos Mundos” de capa dura custa R$280, e esse óculos cat eye maravilhoso do centro da foto custa R$200.

E tem mais. De 27 de julho a 28 de agosto acontece o Festival Internacional de Linguagem Interativa na Avenida Paulista. Lá, o evento se chama PAI (Avenida Paulista Interativa) e terá instalações em lugares abertos como Alameda das Flores, Conjunto Nacional, Fnac e metrôs. Vale dar uma olhada.