Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Produtividade na quarentena: como lidar com tantos conteúdos

  • 2
    Shares

Quando a quarentena começou, uma onda de conteúdos sobre cursos gratuitos para fazer online invadiu as redes sociais.

Estávamos todos buscando maneiras de manter a rotina o mais normal possível. E, talvez, otimizar esse tempo em casa. Ou seja, fazer atividades físicas, começar um novo curso e ler um livro.

Lindo, né?

Acontece que, infelizmente, o período de isolamento está se prolongando além do que imaginávamos. E, consecutivamente, a quantidade de cursos, livros, masterclass e outros conteúdos também ficou maior do que um ser humano pode consumir. Aliás, a gente nem queria de verdade fazer esses cursos… O que queríamos mesmo era manter uma certa normalidade.

E forçar produtividade na quarentena não é normal

O Emicida já mandou a real sobre o ócio criativo na quarentena. Se você não viu, o que ele disse é que está tudo bem não ser produtivo o tempo todo.

juicysantos.com.br - Produtividade na quarentena

E é isso mesmo. Está tudo bem se você quiser ver um reality show na Netflix ou testar uma receita de bolo depois do almoço. Ao mesmo tempo, a gente sabe que o problema pode ser outro: você quer consumir conteúdos na quarentena, mas com tantas opções fica difícil se organizar e sair do lugar.

Esse é o seu problema? Nós ouvimos a mentora educacional Luciane Santos Alípio, que separou as dicas sobre produtividade na quarentena.

De acordo com ela, para transformar qualquer conteúdo em conhecimento, você precisa:

1. Ter objetivo

Existem inúmeros cursos online e de graça nesse período e diversos e-books, por exemplo, mas a questão é: por que você vai se inscrever nesse curso? Qual e-book você realmente quer ler?

Antes de mais nada, você precisa ter um objetivo claro. Assim, é mais fácil de manter o foco e de não cair na cilada de baixar mais conteúdos do que você precisa de fato.

2. Criar hábitos

Agora que você só vai focar no que realmente precisa e dá conta, o segundo passo é: crie um hábito. De acordo com a profissional, isso significa ter um local adequado para os estudos e também um cronograma com um horário estabelecido.

Pode parecer besteira, já que você está em casa, mas ela garante que isso ajuda muito.

3. Estabeleça a ordem de estudo dos conteúdos

Por fim, ela indica separar o conteúdo em tópicos e, em seguida, organizá-lo por nível de dificuldade ou outro pré-requisito. Neste sentido, a mentora disponibiliza, gratuitamente, uma ferramenta de planejamento.

Enfim, você pode seguir as dicas para fazer um curso ou conseguir terminar de ler um livro. Mas também pode guardá-las para depois da quarentena, pois está tudo bem não conseguir produzir durante o isolamento social.