Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Jardins no cimento: plantas pra dentro de casa tornaram-se unanimes

Clique aqui e confira também nosso tema da semana

  • 4
    Shares

Em meio a uma crise de depressão, em 2016, Camilla Rocha adicionou as plantas em sua vida.

Aliás, recolocou o verde em sua rotina. Crescida na zona rural, ela tentava a vida em São Paulo. Encontrou no verde das folhas e no colorido das flores sua salvação. Desde então, nunca mais deixou o cinza predominar em sua rotina. E a mudança para a praia aconteceu em consequência disso.

Aqui em Santos, mais do que ter plantas em casa, Camilla começou também a florir a vida de outras pessoas. Primeiramente, montando arranjos para vender de bicicleta. Em seguida, decorando casamentos. Agora, aposta em terrários, macramês e outros acessórios na Plantei Produtos Afetivos.

juicysantos.com.br - plantas pra dentro de casa

Ela já sabia o que arquivos científicos têm comprovado nos últimos anos: o cultivo de plantas traz inúmeros benefícios para a saúde mental e física. Muitas pessoas que não acreditavam nas pesquisas têm dado o braço a torcer nessa quarentena.

Pois plantas dentro de casa se tornaram queridinhas

Desde que o isolamento social teve início, o gráfico das busca relacionadas a esse tema no Google não para de subir. A santista Nina Martorelli assume que fez algumas dessas pesquisas.

“Sempre tive plantas em casa. Mas, até então, eu focava mais em uma hortinha para uso próprio”, conta.

A pequena horta é um costume familiar que ela não questionou e manteve quando saiu da casa dos pais. Durante a quarentena, o cantinho com manjericão, tomilho e alecrim não satisfazia mais. Ela sentiu que faltava verde em casa e, deste modo, uma coleção de suculentas ganhou vida.

juicysantos.com.br - plantas pra dentro de casa

As suculentas, aliás, são as queridinhas de quem está começando seu jardim. Assim como as plantas pendentes e outras internas – ou seja, que se dão bem mesmo sem receber luz natural diretamente.

Um jardim no cimento para chamar de seu

Segundo Camilla, os cactos são ainda mais fáceis de cuidar e outra ótima opção para quem quer entrar no mundo das plantas com calma. Isso porque eles só precisam de água uma vez por semana e vivem bem em meia sombra. A lista de plantas para dentro de casa também tem:

  • Lírio-da-paz;
  • Clívia;
  • Pata-de-elefante;
  • Maranta;
  • Espada-de-são-jorge;
  • Bambu-mossô;
  • Pacová;
  • Peperômias.

Cada uma das plantas precisa de um cuidado específico quanto à rega. Mas, em comum, vivem melhor na sombra do que em ambientes abertos.

Uma dica da florista é: antes de comprar suas plantas, verifique se o ambiente que pretende colocá-la possui circulação de ar ou se é um local com ar-condicionado. Pois algumas plantas vivem bem sem sol, mas não são amigáveis com as temperaturas mais baixas.

Como devo cuidar dessas plantas

Apesar do conhecimento e dos anos lidando com plantas, a quarentena também trouxe mudanças para a rotina da florista. Primeiramente, precisou se reinventar, já que os casamentos não têm previsão de voltar. E o cuidado com as plantas também se alterou.

juicysantos.com.br - plantas pra dentro de casa

“Com mais tempo livre, comecei observar o melhor horário para regá-las, mudar de local para ver onde ficavam mais bonitas e com a melhor luz… Quando vi, minha sala já estava repleta de plantas”, conta.

Quem não tem a mesma paciência ou está começando pode contar com a tecnologia para ajudar. Pois vários aplicativos identificam e dão orientações a respeito de como lidar com diferentes espécies de plantas. Entre eles, os preferidos dos jardineiros da quarentena são o Picture This, PlantSnap e NatureID.

Em resumo, todos utilizam a câmera para identificar qual é a sua planta e explicam a melhor maneira de cuidar dela. Entre as dicas mais comuns, estão, por exemplo, melhor ambiente para coloca-las, tempo de rega e os fertilizantes que devem ser usados.

Nina não usou a tecnologia. No entanto, desde que o isolamento social começou, suas plantas têm vivido dias mais felizes.

“Eu já tinha algumas suculentas e elas estavam meio tristinhas. Mudei todas de lugar, para pegarem mais sol. Agora estão na sacada do meu quarto”, conta.

Com bastante sol e pouca água, do jeito que gostam, algumas até começaram a brotar.

Uma horta em casa com R$ 30

A horta da Nina já vivia bem antes da quarentena. E, agora que está em casa, ter ervas sempre frescas ao lado da cozinha faz ainda mais sentido. Se você está cozinhando mais e gosta dessa ideia, a boa notícia é que R$ 30 são suficientes para montar sua própria horta.

E, diferente das plantas pra dentro de casa, os cuidados são mais simples.

De acordo com Instituto Agronômico (IAC-APTA) de São Paulo, para começar a montar uma horta em casa, você só precisa de vasos, floreiras ou potes reutilizados de  sorvete, manteiga ou margarina, por exemplo. Se optar pelos últimos, faça furinhos no fundo para drenar a água, ok?

Você também vai precisar de substrato, solo, adubo foliar ou algum tipo de adubo natural.

“Basicamente, o custo será com a aquisição de mudas ou sementes, do substrato ou terra vegetal e adubo foliar”, diz a pesquisadora do IAC, Eliane Fabri.

Assim que as plantas crescerem, a economia pode chegar a R$ 10 por semana para quem compra cebolinha e salsinha com frequência. Se você recorrer a outros temperos, o valor é ainda maior.

Confira todos os detalhes e comece a sua hora em casa

Se você está em busca de maneiras de cuidar da sua saúde mental em 2020, adicionar verde a sua rotina pode ser uma boa saída. Camilla começou em 2016 e não parou mais. Muito porque as plantas deixam qualquer espaço mais bonito, muito porque filtram os poluentes e ainda são ótimas companheiras.