Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

10 dicas para evitar problemas respiratórios nos pets

O clima do inverno traz consequências para o nosso corpo e cotidiano. Por isso, o Juicy Santos já deu a dica sobre como cuidar da pele, ajudar a imunidade e prevenir doenças nas crianças. E agora, com a ajuda da Karina Mussolino, veterinária da Petz, a gente te conta como evitar problemas respiratórios nos pets.

Porque não somos só nós que sofremos com a baixa umidade do ar.

A mudança de clima afeta também a saúde de cães e gatos, mas é possível evitá-las com alguns passos bem simples.

De acordo com a veterinária, os pets também apresentam sintomas como coceiras nos olhos, boca seca, cansaço, dificuldade para respirar e desidratação. Fique atento a qualquer demonstração desses e, caso aconteça, busque ajuda de um profissional.

“Os bichinhos com focinho curto ou achatado, como shi-tzu, pug e os bulldogs, por exemplo, já apresentam dificuldade para respirar, e acabam tendo o problema agravado. Isso também acontece com os filhotes em geral”, afirma.

Para evitar que eles tenham qualquer mal por causa do ar seco, você pode tomar alguns cuidados.

www.juicysantos.com.br - problemas respiratórios nos pets

10 dicas para evitar problemas respiratórios nos pets neste inverno

1. Atente-se à alimentação: seu pet está se comendo bem, ativo e brincando?

2. Leve água para os passeios. Além disso, troque a água várias vezes ao dia na sua casa.

3. Toalhas molhadas ou bacias com água próximas aos locais de descanso ajudam a deixar o ambiente menos seco. Umidificadores de ar também são uma ótima saída.

4. Evite exercícios entre 10 e 16 horas.

5. Faça hidratação com produtos específicos para pets.

6. Inalação deve ser feita somente com soro fisiológico para animais com problemas respiratórios.

7. Para limpar os olhos, use solução fisiológica, passando o algodão delicadamente.

8. Mantenha a vacinação contra a gripe em dia, assim como todas as outras, além do reforço anual.

9. Fique atento a qualquer sinal de tosse, secreção nasal e ocular.

10. Leve o pet para um check-up, que ajuda na prevenção e também no diagnóstico precoce de qualquer problema.