26/03/2018 Por Victória Silva Arte, Para visitar

Mais de 160 obras barrocas do Museu Afro Brasil em Santos

A maior mostra de obras barrocas brasileiras do século aconteceu no Museu Afro Brasil até o inicio de março deste ano.

Ficou triste de saber sobre ela apenas depois que acabou? Essa não é a missão do Juicy Santos, então pode comemorar que temos uma notícia boa: depois do sucesso na capital paulista, a próxima parada da coletânea é aqui em Santos.

Entre quarta-feira (28 de março) e 1º de julho, tem exposição do Museu Afro Brasil em Santos!

Museu Afro Brasil em Santos (4)Imagem: Espaço expositivo Museu Afro Brasil, obras Mestre Valentim/Eduardo Pestana

Barroco Ardente e Sincrético – Luso-Afro-Brasileiro reúne mais de 160 obras do período, incluindo uma seleção do Mestre Valentim e de Aleijadinho, duas grandes referências desse estilo aqui no país. Para ficar ainda melhor, a visitação é gratuita.

Em Santos, a mostra é uma parceria do Sesc Santos com o Museu Afro Brasil.

Sobre a mostra

Quem passar pelo Sesc terá a oportunidade de conferir esses verdadeiros tesouros de perto.

A visitação traça variadas manifestações do estilo artístico em Portugal e no Brasil, com ênfase em suas expressões em um país miscigenado. O acervo tem curadoria de Emanoel Araujo.

A ideia é visitar, de forma cronológica, as obras do século XVII até o começo do século XIX, abordando as contribuições dos mais expressivos artistas do barroco brasileiro, que são Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1730-1814) e Mestre Valentim da Fonseca e Silva (1745-1813).

Também fazem parte do acervo: o escultor Francisco Xavier de Brito (?- 1751), mestre de Aleijadinho, obras sacras de Portugal e criações de autores anônimos.

“Eu chamo de ardente a questão da tropicalidade do Barroco, evocando o trabalho com a madeira e a mecânica dos afrodescendentes. É também sincrético a partir dessa vertente que engloba o lado profano das festas religiosas, como o bumba-meu-boi do Maranhão, que celebra o São João, a cavalhada de Pirenópolis, em Goiás, os reisados de Alagoas e os cortejos dos maracatus de Pernambuco.”, afirma Araujo, diretor-curador do Museu Afro Brasil.

Durante a visita, ainda é possível conferir pinturas de José Joaquim da Rocha (1737-1807), José Patrício da Silva Manso (1753-1801), Frei Jesuíno do Monte Carmelo (1764-1819).

Além dos quadros, estão em destaque os ex-votos e artefatos desse período histórico (oratórios, talhas, esculturas, azulejaria, ourivesaria, prataria, porcelanato), tudo em diálogo com a poesia dos baianos Manuel Botelho de Oliveira (1636-1711), Frei Manuel de Santa Maria (1704-1768) e Gregório de Mattos (1636-1696).

Museu Afro Brasil em Santos (5) (1)Imagem: Espaço expositivo Museu Afro Brasil, Esculturas religiosas do século XVIII/Eduardo Pestana

A exposição conta com a ambientação musical dos principais compositores sacros brasileiros.

Vai lá

Para conferir a exposição é só passar pelo Sesc Santos entre 28 de março a 1º de julho. A visitação é gratuita e acontece de terça a sexta-feira das 10 horas às 21h30 e aos sábados, domingos e feriados, das 10 horas às 18h30.

O Sesc Santos fica na Rua Conselheiro Ribas, 136, Aparecida.