12/11/2017 Por Victória Silva Arte, Para curtir

Feriado da Consciência Negra no Museu do Café

A lista de feriados prolongados de 2017 ainda não terminou.

Dessa vez, a folga de 20 de novembro cai numa segunda-feira. Mais do que um dia sem trabalho ou faculdade, o Dia da Consciência Negra serve pra relembrar os erros cometidos no nosso passado e, assim, não comete-los novamente.

E, é claro, uma data com peso histórico tão grande não pode passar em branco. Tem programação especial do Dia da Consciência Negra no Museu do Café. As atividades são gratuitas e acontecem entre os dias 21 e 25 de novembro.

museu do caféImagem: Reprodução

Consciência Negra no Museu do Café

No Centro Histórico de Santos, o feriado será celebrado com canto, dança e arte.

A programação tem início com uma Roda de Jongo, do grupo Zabelê de Cultura Popular.

A apresentação acontece no dia 21 (terça-feira), às 13 horas, e preserva o formato tradicional dos jongos, com banco de tambores, dança e cantos – que demonstram a trajetória desta tradição típica, a contribuição bantu na nossa cultura e o seu papel na comunicação e manutenção da memória deste povo.

Já no sábado (25 de novembro), é a vez de aprender em uma oficina no núcleo educativo. O tema da aula, que tem início às 15 horas, é Reflexões sobre arte contemporânea afro-brasileira, e se baseia na vida e obra de artistas brasileiros negros.

O objetivo é desenvolver uma reflexão acerca da produção das artes plásticas contemporâneas, com análise de obras de arte, contextualização histórica e prática artística. São apenas 20 vagas, por isso os interessados não podem perdem tempo: envie já um e-mail para [email protected] e inscreva-se!

Museu do Café

O equipamento fica na Rua XV de Novembro, 95, no Centro Histórico de Santos. Funciona de terça-feira a sábado, das 9 às 17 horas, e aos domingos entre 10 e 17 horas.

Além das atividades gratuitas, a visita pode ser uma ótima oportunidade para conhecer o acervo do museu, tomar um sorvete de café na cafeteria e fazer outros passeios incríveis pelo Centro Histórico.

Vale lembrar que os ingressos para visitação custam R$ 10, mas estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada e aos sábados a visitação é gratuita!