Luiz Fernando Almeida
Texto porLuiz Fernando Almeida

Faça a sua parte: boicote a Barilla!

Eu estou atrasado com esse post, mas como a coluna e semanal e eu tinha outras pautas regionais, só deu pra escrever agora. Mas talvez nem todos os meus três leitores estejam a par da situação então vamos aos relatos.

barilla-homofobica

O presidente da marca Barilla que produz macarrão e outras massas, Guido Barilla, que agora tratarei apenas como Barilla Homofóbica, fez uma declaração contra LGBTs do mundo todo ao dizer em um programa de rádio que não gostaria de ter casais gays em qualquer tipo de anúncio de sua marca e que as diretrizes de sua empresa é privilegiar a ‘família tradicional’ [sic].

A merda não está apenas nessa declaração, mas no que Guido disse depois: “Se você é gay e não gostou do que eu disse, pode comer outra marca de macarrão. Todo mundo é livre para fazer o que quiser desde que não incomode ninguém”.

Você pensa que o presidente da Barilla Homofóbica calaria a boca? Não, mas poderia! Guido Barilla ainda diz ser contra a adoção de crianças por casais gays, já que a criança não é capaz de escolher se gostaria ou não de ser adotada por pais gays.

Como quem tem cu tem medo, o presidente da marca Barilla Homofóbica resolveu, logo no dia seguinte, se desculpar já que viu a merda tomando grandes proporções: ‘Sobre minha declaração de ontem, peço desculpas se minhas palavras geraram controvérsia ou mal-entendido e se ofenderam a sensibilidade de algumas pessoas‘, disse o babaca homofóbico.

Na realidade não houve nenhum mal entendido sobre as declarações do presidente da Barilla Homofóbica, deu para entender bem que a empresa simplesmente não respeita a comunidade gay e que para eles pouco importa se compremos ou não sua marca.

O pior de tudo é ainda ter que ler que ele diz ter um profundo respeito por todas as pessoas, sem qualquer tipo de distinção e que escolhe representar a família, porque é o símbolo da hospitalidade e carinho para todos. Entendo nessa declaração que ao negar que um casal gay é uma família, ele simplesmente fez distinção. Ainda não sei o que significa família tradicional. Será que é pai, mãe e filhos? Ué, mas em um mundo onde muitas famílias são chefiadas por mulheres, onde pais solteiros criam seus filhos, netos moram com seus avós, irmãos e irmãos vivem juntos sem os pais… O que é família tradicional?

Na minha concepção família tem um significado amplo, maior do que uma simples palavra! Família é onde exista amor, sejam eles parentes ou não, casados ou não, amantes ou não, homens e mulheres ou não. Isso é família e uma empresa julgar o que é certo ou errado na vida das pessoas dá nisso, boicote! E fico feliz em saber que há muita gente boicotando a Barilla e quero mais e que eles sintam na pele o que e ser colocado de lado. Tem gente que só aprende na marra, então que assim seja.

De hoje em diante nunca mais comerei nada da Barilla Homofóbica!

A partir do momento que o presidente de uma empresa faz esse tipo de declaração, simplesmente não merece que eu consuma NADA de seus produtos, seria bacana se todos fizessem o mesmo, apesar de empresa não ter filiais aqui, seus produtos são vendidos em nosso país.

Em contra partida a concorrente, a marca De Cecco, aproveita o preconceito da rival e mostra que respeita sim a diversidade sexual e cria um anúncio para o público gay onde diz: ‘De Cecco. Nós somos diversos. Onde há De Cecco, há respeito’.

anuncio-publico-gay-2

Outra empresa do ramo de molhos criou um anúncio para o público gay mais do que friendly, eis que tem um casal gay se beijando com uma simples frase: ‘Onde tem Althea, tem família‘.

Quem quiser enviar suas declarações a empresa, só entrar em contato!