Luiz Gomes Otero
Texto porLuiz Gomes Otero

Maria Bethânia e Zeca Pagodinho, juntos no mesmo palco

Dois astros consagrados da música popular, Maria Bethãnia e Zeca Pagodinho resolveram unir forças no palco e na música.

E o resultado dessa união está no álbum (e no registro audiovisual) De Santo Amaro a Xerém, que mostra a turnê que ambos fizeram pelo País.

Maria Bethânia e Zeca Pagodinho

O início desse encontro foi a gravação do CD e DVD Quintal do Pagodinho, em 2016.

Na ocasião, os dois cantaram Sonho Meu, de Dona Ivone Lara e Délcio Carvalho. A partir de então, a ideia de um trabalho conjunto ganhou força. Até que se consumou em 2018, com o espetáculo que lotou casas de shows em algumas capitais no início do ano. Gravado nos dias 18 e 19 de maio no Citibank Hall, em São Paulo, sai agora pela gravadora Biscoito Fino, para deleite dos fãs.

E o show segue em uma nova turnê de divulgação por diversas cidades brasileiras.

Viagem musical

O entrosamento entre Bethânia e Zeca passa, em boa medida, pelo amor e respeito com que os dois grandes intérpretes têm um pelo outro. E percorrem as veredas musicais que ligam a Bahia ao Rio de Janeiro. As sonoridades baianas que se espraiam pelo recôncavo – entre aboios, sambas de roda, bata de milho e feijão, folias de reis, chulas – abraçam o samba carioca, neto dos tambores do Congo, curtido nos terreiros, gestado nas esquinas do Estácio de Sá, Oswaldo Cruz e Mangueira, e maturado nos quintais suburbanos.

Dividindo algumas faixas, como a inédita De Santo Amaro a Xerém, composta por Caetano Veloso especialmente para o encontro, e Chão de estrelas, a mítica seresta de Silvio Caldas e Orestes Barbosa, ou fazendo seus momentos solos, o que salta da conexão entre Bethânia e Zeca é a incondicional devoção à autêntica música brasileira.

Estão no repertório desse show canções como Deixa a Vida me Levar, Samba Pras Moças, Ronda, Negue, Naquela Mesa e Você Não Entende Nada, entre outros clássicos do repertório de a

mbos. Na prática, o que se ouve são dois astros totalmente a vontade no palco, fazendo o que mais gostam: cantando a nossa MPB. Esse encontro musical merece mesmo ser conferido.