Luiz Gomes Otero
Texto porLuiz Gomes Otero

John Mayall é blues de raiz com convidados mais que especiais

  • 1
    Share

O veterano músico britânico John Mayall, no alto de seus 85 anos, continua em plena forma.

Seu mais recente disco, intitulado Nobody Told Me, conta com diversas participações especiais de músicos convidados e mostra uma sonoridade com a velha pegada do Chefão do Blues no Reino Unido.

Por sua banda de apoio nos anos 60 passaram músicos do quilate de Eric Clapton e Mick Taylor (que integrou os Rolling Stones no início dos anos 70). E todos os escolhidos para tocar como mestre, inclusive os atuais, são extremanente competentes e integrados com o seu tipo de sonoridade.

www.juicysantos.com.br - john mayall
O novo de John Mayall já nasce clássico

Nobody Told Me, o seu novo álbum de estúdio, possui uma impressionante e diversificada lista de guitarristas convidados, incluindo Todd Rundgren, Little Steven Van Zandt (da The E Street Band, de Bruce Springsteen), Alex Lifeson (do Rush), Joe Bonamassa, Larry McCray e Carolyn Wonderland.

Além disso, há uma dinâmica seção rítmica de Chicago de Mayall, formada por Greg Rzab, no baixo e Jay Davenport na bateria, junto com Billy Watts (da banda de Lucinda Williams) na guitarra base.


O álbum foi produzido pelo fundador da Forty Below Records, Eric Corne, no The Foo Fighters Studio 606, no mesmo lendário console Sound City Neve que o Fleetwood Mac usou para gravar partes do mítico álbum Rumors.

Escutei o disco mais de uma vez. E não consegui escolher uma faixa que se destacasse mais. Todas elas são indispensáveis para o ouvinte.

Recomendo Distant Lonesome Train como uma pequena amostra. Pois ao ouvi-la, você acaba querendo conhecer as demais que compõem esse maravilhoso álbuns de blues. E viva John Mayall!