Juicy Santos
Texto porJuicy Santos
Santos

Fistful Of Mercy – Folk com cara de anos 60/70

Quando apareceu em 2002 na Inglaterra, em um concerto tributo ao seu pai, o ex-beatle George Harrison, Dhani Harrison chamou a atenção pelo fato de mostrar estar seguindo o mesmo caminho na música. E, de fato, isso acabou ocorrendo. Ele uniu forças com Ben Harper e Joseph Arthur para formar o Fistful Of Mercy, um trio que produz uma sonoridade calcada no folk acústico, bem ao estilo de ícones dos anos 60/70, como Crosby, Stills Nash & Young.

Dos três, o mais conhecido é Ben Harper, que já tem uma carreira solo consolidada. Mas nesse projeto ele faz questão de ficar em segundo plano, participando das harmonias dos vocais e fazendo breves intervenções na guitarra. Os três investem sempre nos vocais em coro como força motriz do grupo.

O disco chama-se As Call You Down e tem uma sonoridade acústica em todos os arranjos. Father´s Son, por exemplo, tem marcação feita por palmas dos três e no violão acústico, em um ritmo que oscila entre o folk e o gospel. Cada um do trio faz uma intervenção, bem ao estilo gospel.

A canção que leva o nome do grupo (Fistful Of Mercy) lembra muito Beatles e The Byrds, com refrão de fácil memorização. Mas as comparações com o Crosby, Stills, Nash & Young são inevitáveis, pelo tom usado nas harmonias dos coros.

Outro bom momento que lembra os Byrds da fase folk é I Don´t Want To Waste Your Time, que é uma balada com arranjo acústico, bem simples e descomplicado.

 

 

E as citações ao pai de Dhani Harrison também acabam acontecendo de forma involuntária nas canções, quando Harper exploara os efeitos slide na guitarra. Esta era uma das especialidades de George Harrison como solista.

O único problema do disco é que ele não soa homogêneo para quem o ouve pela primeira vez. Parece mais uma coletânea de canções ao invés de um disco com começo, meio e fim. Pode ser cansativo conferir o disco do início ao fim. Mas, se ouvirmos as faixas de forma individual, é possível ver bons momentos do trio, ainda que busquem deixar bem evidentes as suas influências musicais.

Fistful Of Mercy é uma boa pedida contra o mesmismo que vem imperando no pop nos últimos anos. Um bom começo para a banda. Agora resta esperar pelos novos projetos da banda, que devem amadurecer nos próximos anos.

Texto por Luiz Gomes Otero