01/09/2018 Por Victória Silva Casamentos e festas

Seu pet como noivinho de casamento: confira dicas

Uma tendência nos últimos tempos tem sido trocar os tradicionais pajens e noivinhos por pets. Então, se você está pensando em ter o seu pet como noivinho de casamento, leia essa matéria com atenção. Afinal, essa é uma tarefa que requer mais cuidados e atenção.

Contar com o seu bichinho em um momento tão marcante, certamente, vai render fortes emoções.

Mas dar um papel de protagonismo ao pet da casa não é uma decisão simples. Isso porque seu cão vai precisar ser treinado para a tarefa, pois assim você evita imprevistos que estressem o animal ou incomodem os convidados.

Seu pet como noivinho de casamento

juicysantos.com.br - Seu pet como noivinho de casamentoImagem: Reprodução

De acordo com o especialista em comportamento animal e adestrador Cleber Santos, é fundamental que o treinamento seja feito com bastante antecedência. Assim, a participação no casamento será natural e um momento prazeroso também para ele.

“É preciso começar a treinar o cão de dois a três meses antes da cerimônia e pensar no seu bem-estar, para que o pet esteja tranquilo no dia da celebração”, explica.

Para te ajudar neste processo, nós separamos 5 dicas de como preparar o seu pet para participar do seu casamento.

5 dicas para ter o seu pet como noivinho de casamento

  1. Socialização

Como o seu cachorro/gato estará em um ambiente diferente e com muitas pessoas, é necessário ter certeza que ele vai se sentir confortável. Para isso, conte com a ajuda de um adestrador ou passe a frequentar lugares como praças, parques e ambientes pet friendly, por exemplo. Ele vai se acostumar com o movimento e a presença de bastante gente.

  1. Reconhecimento

Na véspera do casamento, leve-o ao local onde será realizada a cerimônia. Assim ele poderá sentir os cheiros que fazem parte do ambiente, o que evitará distrações no grande dia.

  1. Personalização

Caso a sua ideia seja que o pet leve as alianças em uma cestinha na boca, por exemplo, treine a execução da tarefa. Isso também vale para andar na frente da noiva como pajem, por exemplo.

  1. Ajudinha é sempre bem-vinda

No caso de você não ter certeza que o seu pet fará isso sozinho, uma ajudinha é bem-vinda. Isso pode ser feito com uma criança segurando a coleira, por exemplo. Neste sentido, a criança precisa ser maiorzinha e o pet ainda precisa de treino, para andar no caminho correto.

  1. Hospedagem

Dependendo do local onde o casamento será feito, não é viável deixar o bichinho solto. Então, lembre-se de contratar um serviço para cuidar do cão antes, durante e após a festa.

Se você vai casar em breve, o Juicy Santos tem uma seção de Casamentos e Festas recheada de dicas para noivas, noivos, madrinhas, padrinhos e todo mundo. Bora celebrar o amor!

Share Button