Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Tamirys Mattos e um passatempo para os pacientes da COVID-19

  • 1
    Share

Até a última semana, a rotina dos pacientes internados com COVID-19 consistia basicamente na espera.

Esperavam ficar bons, mas enquanto a alta não era uma possibilidade, também estavam esperando. Pela medicação, pela próxima coleta de exames, pela passagem dos médicos que não têm rosto, tamanha é a proteção que precisam para lidar com o vírus…

Eles esperavam.

De repente, as coisas mudaram. Ao menos para os pacientes do Hospital Santo Amaro, em Guarujá, existe uma nova rotina.

E a responsável por ela é Tamirys Mattos

A psicóloga de 27 anos trabalha no hospital e percebeu a angústia, medo e ansiedade dos que vivem nessa espera. Decidiu, então, criar um passatempo para pacientes da COVID-19.

juicysantos.com.br - passatempo para pacientes da covid-19

“Estamos em um momento muito novo, a doença é desconhecida e obriga os pacientes a ficarem totalmente isolados de seus familiares. Então, uma situação que naturalmente gera um estresse na vida de alguém, como uma internação, toma uma proporção muito maior quando se trata de algo que ainda não é completamente conhecido e causa um isolamento severo de tudo e de todos”, explica.

Assim nasceu o kit que os pacientes recebem. Totalmente produzido sem utilizar os recursos do hospital, o material inclui atividades lúdicas como, por exemplo:

  • Palavras cruzadas;
  • Sudoku;
  • Charadas;
  • Caça-palavras;
  • Labirintos;
  • Produções textuais.

Elas contro o coronavírus: as mulheres no combate à COVID-19 em Santos

Um cuidado tomado pela psicóloga foi o de ter atividades com diferentes níveis de complexidade. Para que, deste modo, todos os pacientes consigam se entreter com as atividades.

Um passatempo para pacientes da COVID-19

Quando a ideia surgiu, Tamirys esbarrou em um obstáculo: como executar a ideia sem comprometer o orçamento do hospital? Já que nesse momento todos os recursos precisam ser destinados à compra de EPIs para os profissionais e pacientes, a saída foi contar com a empatia da população.

juicysantos.com.br - passatempo para pacientes da covid-19

Em tempos difíceis como o que estamos passando, ela contou com a solidariedade da comunidade. A psicóloga falou sobre a sua ideia de criar um passatempo para pacientes da COVID-19 em uma papelaria próxima ao local de trabalho e conseguiu todo o material necessário para a confecção do caderno.

Que histórias incríveis de empatia você tem visto nesta quarentena? Conta pra gente! Elas podem virar matéria no Juicy Santos!