Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
37 anos - Santos

Santos é um ovo: histórias que comprovam

Ano passado lançamos um desafio: coletamos histórias para comprovar que Santos é um ovo. Dezenas de histórias chegaram até nós e tivemos dificuldade em selecionar as mais legais. Chamamos os incríveis Edison Delmiro e José Luiz Tahan para nos ajudar na missão de escolher quatro casos que comprovam os poucos graus de separação de Santos. E no aniversário de 469 anos da cidade, apresentamos essas histórias para os nossos leitores.

A Camila e o Renato uniram e reuniram suas famílias. Não foi um simples casamento, mas sim o resgate de uma amizade de infância!

“Tudo começou na década de 80, quando 4 jovens moravam na rua Oswaldo Cochrane e frequentavam a mesma “turminha”, depois de alguns anos eles acabaram casando. O Renato e a Myrtes tiveram um filho chamado Renato. A Olga e o Junior que tiveram uma filha chamada Camila”.

[ytplayer video=”https://www.youtube.com/watch?v=zpv7QHqBOdg”]

Tem a Aura que casou com o Cassiano, dois santistas cheios de coisas em comum, que se conheceram trabalhando no Rio de Janeiro.

“Em agosto de 2010 eu conheci o Cassiano em um congresso no Rio de Janeiro. Começamos a conversar e descobrimos que, além de nós dois morarmos em São Paulo, ambos éramos de Santos! Aí fomos descobrindo as coincidências… Tínhamos muitos amigos em comum e nem imaginávamos isso quando nos encontramos no RIO DE JANEIRO! Trabalhávamos no mesmo setor de energia em SP e, apesar de ser um mercado de trabalho muito enxuto, nós não havíamos nos conhecido ainda.”

[ytplayer video=”https://www.youtube.com/watch?v=y6TMnhHss5Y”]

Vanessa, Silvia e Renatinha descobriram que havia uma grande coincidência na vida delas: um mesmo gato chamado Pop!

“O Pop? Da Vanessa?! – E aí descobrimos que duas das minhas melhores amigas, eram melhores amigas também!”

[ytplayer video=”https://www.youtube.com/watch?v=HzBJp_ijKHA”]
A Cláudia e o Ezequiel já tinham viajado juntos, mas redescobriram o amor enquanto corriam na praia de Santos.

“Nunca mais o vi…até o ano de 2010. Eu estava alongando no calçadão da praia, quando passa correndo o Ezequiel…”

[ytplayer video=”https://www.youtube.com/watch?v=1jUz0JuJTKU”]

Agradecemos a todos que enviaram suas histórias, comprovando que Santos é um ovo. E aprendemos que santista que tem que se encontrar, o destino trata de dar uma “ovalada” no mundo.

Parabéns, Santos!

santos-e-um-ovo