Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Tudo sobre o primeiro hub de inovação de Santos

Ainda no primeiro semestre de 2020 teremos um novo hub de inovação de Santos.

Essa notícia deve ser comemorada. Mas também é preciso esclarecer algumas questões. Afinal, esse será o primeiro hub de inovação da Baixada Santista e isso levanta várias dúvidas sobre o que é, como funciona, para que serve… Enfim, caso você tenha questionamentos desse tipo, está no lugar certo. Sabe por que? O Juicy vai te contar tudo o que sabe sobre o primeiro hub de inovação de Santos

O que é um hub de inovação

Para começar, vamos entender do que se trata.

Em resumo, hubs são espaços onde diversos serviços podem ser encontrados. No caso de Santos, a ideia é que o prédio de sete andares localizado na Vila Nova funcione como uma conexão entre empresas que buscam tecnologia, startups, empresas incubadas, investidores e instituições de apoio ao processo de inovação e alavancagem de negócios. Como se fosse um shopping. Porém, no lugar das lojas, ficam startups e os clientes são outras empresas e investidores.

No mesmo endereço, também fica a nova sede da Fundação Parque Tecnológico de Santos.

juicysantos.com.br - hub de inovação de Santos Imagem: Reprodução

A estrutura surge a partir de um convênio da Prefeitura de Santos com a Secretaria Estadual Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. Juntas, investiram R$ 7,9 milhões. Além disso, mais R$ 11,9 milhões foram implementados no projeto pela Ecoporto, através de um termo de medidas compensatórias (Trimmc).

Como vai funcionar o hub de inovação de Santos

De acordo com a divulgação, o prédio será dividido da seguinte maneira:

  • Térreo: estacionamento, recepção e área de eventos;
  • 1º pavimento: estacionamento para motos e bicicletas e academia de ginástica;
  • Entre o 2º e o 4º pavimento: salas de coworking e também escritórios privativas;
  • 5º andar: auditório, café e mais uma área de eventos;
  • 6º pavimento: administração da Fundação Parque Tecnológico de Santos e laboratórios.
  • 7º pavimento: reserva técnica para expansão.

Com essa estrutura, as empresas credenciadas devem ter acesso ao que há de mais moderno em sua área de atuação e poderão adotar posicionamentos estratégicos mais adequados. Também deve rolar atualizações de funcionários por meio de eventos e capacitações.

Ainda segundo a divulgação, para quem tudo isso seja possível o hub de inovação de Santos terá, entre outras coisas, link de internet de alto tráfego, telefonia com cerca de 300 ramais; ambiente de vídeoconferência de alta qualidade; convênios de serviços com instituições de ensino e de apoio; acesso a assessoria jurídica contábil e fiscal; e assessoria em projetos de pesquisa e desenvolvimento e mentorias.

Como fazer parte do hub de inovação de Santos

A Fundação Parque Tecnológico de Santos deve publicar em breve um edital para que a operação do hub de inovação seja desenvolvida por entidade privada. Enquanto esse edital não sai, a gente já sabe que poderão se estabelecer no prédio:

  • Empresas âncoras interessadas em usar a infraestrutura do hub;
  • Startups que desejam se instalar no hub por meio de adesão;
  • Startups que desejam se instalar no hub por meio de seleção feita pelas empresas âncoras;
  • Empresas em fase incubação;
  • Outras instituições de apoio aos programas de inovação.

Mais informações devem sair em breve. Então, se você tem uma empresa que se enquadra em um desses perfis, é bom ficar de olho!

O prédio do hub de inovação de Santos já tem local: está na Rua Henrique Porchat (Vila Nova).