Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Não é só futebol, Santos também é a terra dos e-Sports

  • 1
    Share

Engana-se quem pensa que, em Santos, todo mundo sonha em ser jogador de futebol. Apesar dos três times tradicionais que existem por aqui, há uma nova modalidade que está na cabeça da molecada que mora na cidade de Pelé: agora Santos também é a terra dos e-Sports.

A geração dos esportes eletrônicos

Não faz tanto tempo assim era comum ouvir que o vídeo game estragava a televisão ou então que passar muitas horas jogando fazia mal à saúde. Hoje em dia, o que era diversão virou trabalho. Os atletas de esportes eletrônicos tem horário de treinamento, centro de concentração e até carteira assinada.

juicysantos.com.br - Santos também é a terra dos e-SportsImagem: Reprodução

Só para ilustrar a dimensão do que estamos falando, em fevereiro de 2019, a Newzoo, agência especializada em análises de games e e-Sports, divulgou uma estimativa de que, neste ano apenas, o mercado de esportes eletrônicos movimentaria U$1.1 bilhão de dólares. Ainda segundo o estudo, a audiência somaria 453.8 milhões de pessoas no mundo.

Apesar de o segundo semestre ter começado agora, dá pra dizer que em Santos isso já é uma realidade. Afinal, em 2019, a cidade ganhou um espaço exclusivo para a prática da modalidade. Além disso, por aqui, há locais onde é possível assistir às finais, time de repercussão nacional e até um ídolo para chamar de nosso.

Santos também é a terra dos e-Sports

Enquanto Pelé e Neymar ganharam destaque no futebol, Vitor Janz é o santista que está mandando bem nos e-Sports. Atualmente, ele joga pelo Rainbow Six Siege, maior clube de esportes eletrônicos do Brasil.

“No início, era uma brincadeira. Eu jogava por diversão, até que fui convidado para participar de uma equipe e, consecutivamente, comecei a disputar campeonatos valendo dinheiro. Fui me profissionalizando cada vez mais. Hoje tenho salário e carteira assinada”, explica.

juicysantos.com.br - Santos também é a terra dos e-SportsImagem: Reprodução/Gui Caielli Carrara

Para se profissionalizar, Vitor saiu de casa e atualmente vive fora de Santos. Mas essa não precisa ser a realidade de todos os santistas que sonham em entrar para o mercado dos e-sports. Afinal, desde junho de 2018, o Santos FC tem um time de gamers.

A história do Santos e-Sports

A equipe, criada em parceria com a Select e-Sports, participa de campeonatos de League of Legends (LoL), Counter-Strike: Global-Offensive (CSGO), FIFA 19 e Tom Clancy’s Rainbow Six Siege (R6).

Assim como no clube esportivo tradicional, o time conta com departamentos administrativos, comerciais, de marketing, de comunicação, financeiro, contábil, jurídico e outros. A maior diferença é que jogos e campeonatos são disputados em um ambiente virtual.

juicysantos.com.br - Santos também é a terra dos e-SportsImagem: Divulgação

“O Santos e-Sports possui modalidades em Home Office e em Gaming House. Estamos em fase de projeto/obras para inaugurar o nosso Gaming Office, e esperamos em breve darmos esse passo rumo à profissionalização completa”, explica Vinicius Lordello, executivo da equipe.

Em resumo, o Gaming House é uma casa adaptada para ser a moradia dos atletas, com um ambiente de treinamento em algum dos cômodos. Já o Gaming Office, que deve ser inaugurado em breve, é como um Centro de Treinamento que abriga também os escritórios do time.

Um espaço para futuros atletas

Se você tem um jovem que sonha em ser atleta da modalidade em casa (ou você mesmo tem esse desejo), saiba que existem basicamente três maneiras de se tornar um atleta de esportes eletrônicos:

  • Conseguir destaque no cenário atuando por equipes menores;
  • Ser um destaque no ranking da modalidade;
  • Passar nos testes de peneiras que as organizações fazem para abastecer suas equipes de base.

“Até o momento, no Santos, temos atuado contratando destaques, seja entre competidores, seja nas rankeadas. Ainda não tivemos nenhuma peneira seletiva, mas há projeto para ativarmos nosso sistema de seleção via peneiras, assim que finalizarmos a construção do nosso Gaming Office. Futuramente, formaremos nossos próprios atletas, como o DNA santista nos ensina”.

Em outras palavras: antes de mais nada, é necessário ser um bom jogador. Para tal, também precisa ter uma internet que colabore e um computador equipado para rodar todos os jogos. Em Santos, quem não tem tudo isso em casa ainda pode ser um atleta. Pois é possível encontrar tudo em um espaço exclusivo para quem quer jogar, a e-Sports Arena Gamer XP.

juicysantos.com.br - Santos também é a terra dos e-SportsImagem: Reprodução

O espaço existe desde outubro de 2018 e funciona quase como as antigas lan houses. Ou seja, o cliente paga pelo tempo que usa os computadores. A diferença é que todas as máquinas são montadas especialmente para gamers.

“Nosso público mais frequente são amantes de games e video games Muitos vêm acompanhados de familiares e amigos. Nós também fazemos aniversários, com pacotes feitos para a necessidade de cada bolso”.

Por lá, você joga, por exemplo, LoL, Fortinite, Overwatch e outros jogos do estilo.

Na tela do cinema e no rolê da galera

Também há por aqui a oportunidade de assistir às finais de campeonato em grande estilo: nos cinemas.

Desde 2015, o Cine Roxy transmite ao vivo os jogos de finais de League of Legends, assim como faz com a final da Liga dos Campeões e o Oscar, por exemplo. De acordo com os organizadores do evento, a cada ano, a procura pelas transmissões só cresce.

“Sempre temos mais de uma sala separadas para a transmissão. As pessoas vibram da mesma maneira que fazem vendo uma partida de futebol, por exemplo. É sempre muito marcante”.

Há por aqui também locais em que rolam campeonatos de jogos. No HP Geek Bar and Burguer, por exemplo, os players podem comer hambúrguer e tomar um chopp enquanto participam de competições de Fifa. Em outros endereços, como a Magic Star, escola de inovação e criatividade, campeonatos deste estilo estão nos planos para o futuro. 

Não dá pra esquecer eventos grandes e esperadíssimos, como o Santos Geek e o Anime Summer, que já nasceram com a proposta de estimular esse cenário.