Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Lei municipal exige premiação igual para mulheres e homens em Santos

De acordo com levantamento do canal ESPN, mulheres receberam menos da metade que homens no UFC em 2015.

Em uma pesquisa rápida no Google, dá para constatar que os números são similares em outros esportes, anos e em vários lugares do mundo. Mas, a partir de agora, as atletas que competirem em Santos não viverão essa injustiça. Pois a lei 3.531/19 exige premiação igual para mulheres e homens em Santos.

A lei foi proposta pelo vereador Rui de Rosis e sancionada pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa no início de abril.

Premiação igual para mulheres e homens em Santos

De acordo com o texto, atletas homens e mulheres passam a ter direito à mesma premiação em competições esportivas realizadas em Santos. E isso está valendo tanto para prêmios em dinheiro quanto para premiações simbólicas.

As competições que não cumprirem a regra vão arcar com as consequências. Em outras palavras: os organizadores do evento ou competição serão multados em um valor de 10 vezes a diferença da premiação. Todo o valor arrecadado através desse tipo de multa será destinado pela Secretaria de Esportes de Santos (Semes) a ações de estímulo a práticas esportivas femininas, preferencialmente.

www.juicysantos.com.br - Lei municipal exige premiação igual para mulheres e homens em Santos

A divulgação da nova lei foi comemorada por atletas da cidade. Angelina Rafael é uma delas.

E Santos tem, desde o início do ano, uma delegacia da mulher 24 horas em Santos

A santista, que se sagrou campeã da edição de 2018 do Campeonato Santista de Pedestrianismo e já defendeu a cidade em diversas provas no Brasil e no exterior, não escondeu seu entusiasmo ao saber da novidade.

“Muitas vezes, a premiação era diferenciada, não somente na região, mas também fora. Era triste treinar tanto, vencer a mesma prova, ganhar a mesma medalha, mas levar uma premiação menor por ser mulher. Acho importante essa lei no Município, deveria ser nacional”.

Agora é ficar de olho nos eventos que acontecem na cidade e esperar que os organizadores não pisem na bola 🙂