Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

15 coisas para fazer no Centro Histórico de Santos

  • 26
    Shares

Nós já falamos por aqui o que dá para fazer em um dia de turismo em Santos, mas há roteiros mais específicos e com atrações bem pertinho uma da outra, como o Centro Histórico.

Por anos habitado pela parcela mais rica da população, o centro acabou sendo trocado pela orla da cidade ao longo do século XX. Os jardins ganharam cores e as grandes construções foram abandonadas.

Uma volta pelas ruas de paralelepípedo é uma verdadeira aula de história, uma oportunidade para observar os detalhes arquitetônicos, fazer boas compras e se divertir.

Vem ver as 15 coisas para fazer no Centro Histórico de Santos que o Juicy Santos selecionou pra você:

1. Museu do Café

prédio da bolsa do café em santos

Vale começar o passeio pela Cafeteria do Museu. O espaço foi considerado o melhor da Baixada pra tomar um pretinho básico por 7 anos consecutivos pela revista Veja. Só o aroma já dá aquela vontade de uma xícara de café.

Depois de provar a bebida, é hora de conhecer a história do café em Santos, começando pela sala do pregão e chegando à sala de pesquisa e aos espaços para diversas exposições (aqui no blog sempre divulgamos a agenda do museu).

O Museu do Café fica na Rua XV de Novembro, 95. O funcionamento é de terça-feira a sábado, das 9 às 17 horas e aos domingos das 10 às 17 horas. O ingresso custa R$ 6 (aos sábados é livre).

2. Bondinho de Santos

bonde turistico santos

O bondinho histórico é um dos cartões postais da cidade. O passeio de 5 km sai da Praça Mauá e passa por 18 pontos da área central, como Palácio Saturnino de Brito e Monte Serrat, em 40 minutos de passeio.

Ainda há a opção do Bonde Café. O percurso é um pouco menor (25 minutos), mas as acomodações do trem contam com ar condicionado, TV, elevador para deficientes físicos frigobar, máquina de café espresso e mesas e cadeiras para acomodação e degustação gratuita de café gourmet para o público. Ambos custam R$ 6.

3. Tasca do Porto

tasca do portoImagem: Reprodução

Não é por ser hora do almoço que você precisa sair do clima histórico. O Tasca do Porto fica em um casarão do início do século 20, na Rua XV de Novembro, 112.

O restaurante, que está bem pertinho do Museu do Café, tem um menu cheio de pratos portugueses, carta de vinhos reformulada pela Adega Alentejana e música ao vivo nos fins de semana.

Não esquece da sobremesa: tem pasteizinhos de Belém e de Santa Clara, leite creme, a melhor rabanada da cidade (!) e ovos moles de papaia 😛

Leia também
Por que chamamos o Centro de Cidade

4. Teatro Coliseu

coliseuImagem: Skyscrapercity

Nossa agenda sempre tem peças e shows que acontecem no Coliseu. Mas, caso o seu passeio seja durante o dia ou em um fim de semana de pouco movimento, não se preocupe, a construção ainda merece uma visita.

A história do prédio (Rua Amador Bueno, 327) começa em 1897, quando um ginásio de madeira foi construído. Mais de uma década, depois o espaço deu lugar a um teatro que seria reformulado em 1924 e que recebeu grandes nomes das artes cênicas até ser desativado nos anos 1980. Foi restaurado e entregue em 2006. Destaque para a arte do italiano Adolfo Fonzari, no salão nobre.

Vale uma passadinha!

5. Teatro Guarany

teatro guarany

Logo em frente à Praça dos Andradas, o Teatro Guarany abriga boa parte da agenda cultural da cidade. A construção, de 1882, é lindíssima.

O prédio ficou fechado por anos, sendo reaberto pela Prefeitura em 2008. A reforma respeitou as formas originais da parte externa e refez a parte interna, que foi destruída em um incêndio em 1981.

6. Sebos

sebos

Na mesma região do Guarany, estão os sebos. Lá você encontra, além de livros e revistas, vários títulos em CDs, DVDs e jogos de segunda mão, com preços bem mais em conta.

Nas banquinhas da Praça dos Andradas você pode conhecer um pouco do passado do local com os donos das lojas e aprender ainda mais sobre literatura.

7. A Musical

Ainda no clima old school, você pode dar uma passada pela loja A Musical. O estabelecimento, do tempo do meu avô, continua intacto, na Praça Mauá, há 80 anos. Por lá, você acha LPs de grandes nomes da música nacional e internacional por valores que vão de R$ 5 até R$ 25. Também é possível comprar CDs, instrumentos, acessórios para o seu ou vídeo aulas, para finalmente aprender a fazer um som.

a musical

8. Bibliotecas e Fundação Arquivo Memória

Biblioteca Mário Faria

Conhecimento, conhecimento e mais conhecimento. No Centro, estão várias bibliotecas da cidade, dá uma olhada na lista que a gente fez aqui no blog.

Também é por lá, na Rua Amador Bueno, 60, que fica a Fundação Arquivo Memória. Lá você pode pesquisar arquivos e documentos da cidade.

9. Chá Mate com Limão

mate

Quem pensa que mate com limão é exclusividade do Rio de Janeiro, certamente nunca foi para o Centro. Tem um carinho em cada esquina, e dá para entender, afinal é uma delícia e mata a sede depois da caminhada pelas ruas do bairro. Um copo custa R$ 5.

10. Compras nas lojas de fast fashion

Tá, tem Marisa, Renner, Riachuelo e todas essas lojas de fast fashion no Gonzaga ou nos shoppings. Mas as do Centro são bem maiores e bem abastecidas, então a variedade de produtos compensa.

Ah, e estão todas localizadas próximas, o que facilita bastante.

11. Compras em lojas da região

panda-presentes-cozinha

Além das lojas conhecidas em outros centro comerciais, você vai encontrar varias lojas menores, que só estão ali e, por conta disso, tem um atendimento diferenciado – muitas vezes é o próprio dono – e preços super em conta.

Se você procura por presentes, uma dica bem legal é a Panda Presentes. Fica na Rua João Pessoa, 226 e tem as coisas mais fofas que você pode imaginar! Quem gosta de utensílios de cozinha vai PIRAR na loja.

12. Lojas de móveis e eletrodomésticos

A Senador Feijó tem uma variedade incrível de lojas de móveis. Para criança, planejados, de área externa, mais populares… também existem várias opções para comprar eletrodomésticos e eletrônicos, como Pernambucanas, Magazine Luiza e Casas Bahia. Estaciona o carro e vai andar (ou então chegue de ônibus) que a pesquisa de preços vale a pena.

13. Igreja do Convento do Carmo

igreja do carmo

Uma das igrejas mais antigas da cidade, chama a atenção pelo estilo barroco. Mesmo quem não é católico pode visitar o local e admirar a riqueza de detalhes de seu interior, que ainda mantém as características do século XVI.

14. Pastel no Café Carioca

carioca

Desde 1930, o Café Carioca se firmou como uma das lanchonetes mais queridas da região (e ponto de encontro de jornalistas, políticos e funcionários públicos).

No menu, o salgado mais pedido é o pastel, claro. São diversos sabores: calabresa, camarão, carne, carne seca, carne de siri, frango com catupiry, palmito, pizza e queijo. Mas há ainda os sanduiches, salgados, omeletes e pratos da casa.

Ótima pedida: o sanduba de pernil mata a fome com responsa!

15. Baladas

dom roon

Muitas casas noturnas aqui de Santos ficam onde? Isso mesmo, no Centro Histórico. E faz sentido, porque como o bairro é mais comercial durante o dia, na parte da noite o agito fica por conta das baladas.

Para saber qual das festas tem mais a ver com o seu estilo, você pode consultar a nossa agenda, toda quinta-feira o Juicy Santos publica a programação do fim de semana. Também vale falar com algum rolezeiro santista e pegar umas dicas.

É claro que a lista não tem todas as opções do Centro Histórico, são apenas dicas. Se você sentiu falta de alguma coisa, conta pra gente nos comentários, nós vamos amar ir conhecer novos programas e falar sobre eles aqui no site.

Centro histórico de Santos: vale a pena se hospedar lá?

Passear pelo centro histórico é uma delícia, mas como locais precisamos te alertar que não é uma das melhores regiões para curtir a cidade. Nós fizemos um artigo falando de hotel barato em Santos e recomendamos que você dê uma boa lida nele.

Se você tiver compromissos de trabalho no Centro Histórico de Santos, nós recomendamos o Ibis Valongo como opção e excelente custo benefício.