Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos
TAGs

Curso em Santos sobre história e literatura na América Latina

Qual a sua relação com a literatura?

Caso seja de amor, leia essa matéria com atenção, pois vamos apresentar uma oportunidade incrível: um curso em Santos sobre história e literatura na América Latina

Essa é a terceira edição do curso, oferecido pela Associação Cultural José Martí. Por isso, já dá para ter ideia que quem curte ler e quer conhecer melhor a cultura da América Latina vai amar as aulas, correto? Para melhorar, o currículo vai abordar autores como, por exemplo, Borges, Bolaño, Cortázar e Beatriz Sarlo. 

Curso de História e Literatura na América Latina 

www.juicysantos.com.br - História e Literatura na América Latina em SantosImagem: Reprodução/Iñaki Massini Pontis.

Ficou interessado? Então reserve seus sábados para o aprendizado. Isso porque o curso é dividido em quatro encontros, que acontecem sempre aos sábados, das 15 às 17 horas, na sede da Associação Cultural José Martí. Durante as atividades, ministradas pelo jornalista Alessandro Atanes, serão discutidos temas em comum aos autores latinoamericanos, como violência, exílio e cidade.

Para deixar a notícia ainda mais legal, o valor é mega amigo. O investimento é de R$ 80 para o curso completo ou R$ 25 para aula avulsa. Além disso, todos os alunos recebem certificado de participação ?

A primeira aula já é nesta sábado, 28 de julho. Então garanta sua vaga no e-mail [email protected].

Cronograma do curso sobre história e literatura na América Latina em Santos

Encontro 1: Crime e violência em Jorge Luis Borges (28/07)

– Borges e a História
– O risca-faca universal: letras para seis cordas; História Universal da Infâmia; os contos Emma Sunz, A forma da espada, Tema do traidor e do herói, O sul.
– O conto Deustche requiem e uma representação literária do nazismo ainda nos anos 40.

Encontro 2: O horror latino-americano em Roberto Bolaño (04/08)

– Literatura como fonte histórica: A ficção “entranhada” de História;
– Desvio, refração e espessura em relação ao real; O narrador de Noturno do Chile; o relato de Amuleto;
– Situações e personagens: o retrato de uma geração de jovens na Cidade do México em Os detetives selvagens; a cena das secretárias da universidade em Amuleto;
– A América Latina de Roberto Bolaño;
– O discurso de Caracas; a dislexia de um menino que queria ser o jogador Pepe; o tema do exílio; o coro em Amuleto e Os detetives selvagens; leitura e discussão de contos e trechos da Biblioteca Bolaño.
– O horror latino-americano: neoliberalismo e feminicídio em 2666; a herança autoritária em Literatura Nazi en América e o coro da tragédia latino-americana.

Encontro 3: O Exílio em Julio Cortázar, Mario Benedetti e Roberto Bolãno (11/08)

– O Jogo da Amarelinha: Paris, capital da América do Sul;
– As vozes no exílio em Primavera con una esquina rota, de Benedetti;
– A épica do exílio na obra de Roberto Bolaño.

Encontro 4: – Literatura e cidade (18/08)

– Visões de Nova York por quatro poetas hispano-americanos: Carlos Oquendo de Amat, Federico García Lorca, Carlos Drummond de Andrade e Óscar Limache.

Sobre Alessandro Atanes

Ainda assim você está em dúvida sobre o curso? Então vamos a uma breve apresentação do professor.

O cara é mestre em História Social (USP, 2008). Neste período, escreveu a dissertação História e Literatura no Porto de Santos: o romance de identidade portuária Navios Iluminados, além de ter assistido aulas sobre História e Literatura na América Latina, Identidades americanas e História da Cultura.

Desde 2010, também trabalha traduzindo e publicando poesia hispanoamericana inédita em português, principalmente de origem argentina e peruana. Por fim, está à frente do clube de Leitura SUR, voltado para obras literárias de autoras e autores do continente, também na Associação Cultural José Martí.

A Associação José Martí fica na Rua Joaquim Távora, 217, Vila Belmiro.