Flávia Saad
Texto porFlávia Saad
37 anos - Santos (SP)

Conceição Evaristo no Sesc Santos

Quem gosta de literatura certamente já ouviu o nome de Conceição Evaristo.

A romancista mineira tem entre seus principais temas a discriminação de raça, gênero e classe. E ela estará em Santos nesta semana para um encontro muito especial com o público.

A presença de Conceição Evaristo no Sesc Santos pertence às atividades ligadas a Arte-Veículo. Versando sobre a relação entre as artes visuais e a mídia de massa, em diversos meios, a exposição é incrível e vale a visita. Então aproveite a visita de Conceição e veja – ou reveja – Arte-Veículo.

www.juicysantos.com.br - conceição evaristo no sesc santos

Conceição Evaristo no Sesc Santos

A autora vem à cidade para duas atividades no sábado (25 de maio). Primeiramente, às 15 horas, fará uma mediação de leitura aberta ao público de suas obras como Ponciá Vicêncio, Olhos D’água e Becos da Memória. Todas elas têm em comum o fator da voz potente de Conceição. Vai ser na biblioteca do Sesc Santos.

Em seguida, das 18 às 20 horas, segue para o auditório do Sesc para o bate-papo O Poder das Narrativas. Para esta atividade, é necessário retirar ingressos duas horas antes (a partir das 16 horas).

Quais as narrativas que são predominantemente contadas? Quais são as estruturas e as vozes que as sustentam?
Para discutir essas questões, incluindo as formas narrativas em que estão calcadas essas histórias, a escritora promete mais provocações do que respostas.

A ideia é construir e costurar essas reflexões junto com os participantes.

Ou seja, não dá pra perder.

Os dois eventos com Conceição Evaristo no Sesc Santos devem ser bem disputados. Então chegue cedo.

Saiba mais sobre Conceição Evaristo

Conceição Evaristo é romancista, contista e poeta. Nascida em família pobre de Minas Gerais, formou-se em Letras na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem mestrado em Literatura Brasileira da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ) e doutorado na Universidade Federal Fluminense (UFF).

Suas obras, poesia e prosa, especialmente o romance Ponciá Vicêncio (2003), abordam temáticas bastante contemporâneas, como a discriminação de raça, gênero e classe. Atualmente, Conceição leciona na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) como professora visitante. Tem 6 livros publicados e já ganhou o Prêmio Jabuti, o mais conceituado da literatura brasileira.

Em 2018, vários movimentos negros e feministas encabeçaram a campanha para a candidatura de Conceição para a cadeira 7 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Seria a primeira mulher negra a participar da academia centenária.

Segundo o El Brasil, uma petição online chegou a reunir mais de 25.000 assinaturas. A hashtag #ConceiçãoEvaristoNaABL surgiu nas redes sociais, fazendo com que a escritora finalmente formalizasse a sua candidatura.

Apesar de toda essa campanha, ela recebeu apenas um dos 35 votos. A ABL tem, atualmente, 40 membros efetivos e perpétuos que são, em sua maioria, homens e brancos.