Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Conheça a arte incrível da santista Kaju

Kalina Juzwiak não é um nome fácil de pronunciar ou escrever. Por isso, em algum momento, ganhou a versão “simplificada”: Kaju. Não dá para saber exatamente quando, assim como é difícil imaginar algum momento da vida da santista que não tenha ligação com a arte.

Quando criança, Kaju se expressava em qualquer papel que encontrasse. Tudo o que a timidez não a permitia dizer ela externalizava em traços finos e delicados.

“Não tive dúvidas ao escolher a faculdade de Arquitetura e Urbanismo, pois sempre quis ter uma ligação maior com a arte”, explica.

Durante as aulas, numa universidade de São Paulo, trocou as folhas de papel pelas paredes do quarto – espaço que, mais para frente, se tornaria o seu principal canvas de trabalho. Naquele momento, no entanto, era apenas um estudo de ilustrações de perspectiva.

A arte de Kaju (8)Imagem: Divulgação

Formada, Kaju começou a trabalhar na área e chegou a ter seu próprio escritório, ainda na capital paulista. Em paralelo, a vida de artista fazia os dias mais leves e era responsável pelos melhores momentos de seu dia. Em 2012, chegou o momento de analisar se era possível viver apenas de seu talento.

“Peguei todas as minhas economias e fui para a Suíça. Coloquei como desafio conseguir viver apenas de arte lá. Se conseguisse, sabia que também daria certo no Brasil”.

De volta ao país de origem, a santista estudou Design Gráfico, na Panamericana, onde acrescentou ferramentas, olhares e repertório também à sua arte. Atualmente, o portfólio de marcas com as quais já trabalhou traz nomes como Veja SP, Jaguar, Anacapri e Mont Blanc. Ao mesmo tempo, você encontra suas obras espalhadas pelos muros aqui de Santos (como da Escola Verde e do Edifício Barceló, por exemplo).

Aliás, vale dizer que, depois de anos vivendo em São Paulo, Kaju voltou para a praia e está morando aqui!

“Decidi rever algumas coisas da minha vida e, neste momento, surgiu a oportunidade de voltar. Sempre fui apaixonada por mar, agora consigo correr na praia todos os dias e surfar. Isso reflete positivamente em tudo, até na minha arte”, comenta.

Vários clientes são aqui da Baixada Santista, mas ela ainda sobe a serra com frequência para espalhar sua arte pelos mais diferentes lugares.

Quando questionada sobre seu curso de formação, Kaju explica que uma das coisas que mais amava na arquitetura era a possibilidade de criar espaços onde as pessoas podem sentir, presenciar e se conectar. Hoje, ela alcança isso todos os dias por meio da sua arte, mas de forma mais leve, rápida e dinâmica. E não deixa de lidar com os espaços.

Para conhecer a arte da Kaju, basta curtir a página dela no Facebook e seguir a artista no Instagram.