08/12/2018 Por Luiz Gomes Otero Música

Neil Young acústico em Songs For Judy

Em 1976, o canadense Neil Young realizou uma breve turnê acústica, basicamente com voz e violão, em um dos intervalos dos shows com a banda Crazy Horse.

E agora os fãs podem ter acesso às gravações desses shows em Songs for Judy. O álbum condensa, de forma brilhante, uma série de pérolas musicais produzidas por um dos ícones do rock’n roll.

As versões cruas das faixas encontradas em Songs For Judy refletem um artista completamente sem retoques e sem medo de permitir que as músicas respirassem e encontrassem sua própria forma, mesmo quando executadas em um cenário minimalista como esse.

Estão no disco canções como Heart Of  Gold, Mr. Soul (esta da época do grupo Buffalo Springfield) e Harvest, que se mesclam com outras menos conhecidas, mas que possuem o mesmo tipo de força dos hits, como a ótima Give me Strength.

Influência

Falar sobre a forma peculiar de interpretação de Neil Young é desnecessário.

Dono de um timbre de voz meio anasalado, ele virou referência para muitos artistas que vieram mais tarde. Entre eles, está o Pearl Jam, que chegou a gravar um disco inteiro com o cara. Aliás, a maioria dos músicos do chamado movimento grunge – Nirvana, Soundgarden e outros – sempre mostraram ter influência do mestre canadense.

Songs for Judy pode até não trazer muitas novidades para fãs de Neil Young. Mas, ainda assim, vale a pena ouvi-lo. Pois, além de revisitar suas canções, o músico conseguiu imprimir uma autenticidade nessas apresentações, em pleno auge de sua forma artística, nos anos 70.

O disco já está disponível nas principais plataformas de streaming.

Ouça os destaques de Songs For Judy, de Neil Young

Se você gosta de música, o jornalista Luiz Otero publica, semanalmente no Juicy Santos, resenhas de álbuns clássicos e novidades do rock, pop e indie. Pra saber mais, curta nosso Facebook

Share Button