Renato Melo
Texto porRenato Melo

Cerveja + chocolate: feitos um para o outro

À primeira vista, pode ser estranho dizer que cerveja e chocolate são uma combinação perfeita. Mas, ao experimentar pela primeira vez, garanto que vira vício comer os dois juntos.

Duvida? Quer testar? Aqui vão algumas dicas e formas de combinação.

www.juicysantos.com.br - cerveja e chocolate

CERVEJAS E DOCES

Stout, Porter, Dunkel, Schwarzbier… São inúmeros estilos de cervejas de coloração escura, que em geral trazem notas de chocolate, café e cacau no aroma e no sabor por conta da utilização do malte torrado ou tostado, sendo assim a combinação ideal para sobremesas a base de chocolate escuro, por apresentarem semelhanças ou complementar os sabores.

Outra particularidade é que a cerveja pode quebrar ou potencializar alguns elementos do chocolate, e vice versa, auxiliando na experiência gastronômica: o amargor da cerveja pode reduzir a potência do açúcar da sobremesa, tornando mais fácil de absorve-las, por exemplo.

Cervejas com acidez também são excelentes opções para equilibrar com doces e cortar a gordura, sendo indicadas para sobremesas com chocolate branco ou cremes açucarados.

Que tal uma doppelbock com chocolate ao leite, para que o teor alcoólico alto quebre a sensação de gordura na boca, ou uma Fruit lambic com chocolate branco, para que a acidez também quebre a gordura da sobremesa e o frutado da cerveja crie novos sabores? Ou também uma Brown Ale com sobremesas amendoadas, criando semelhanças. Experimente, arrisque, surpreenda-se!

Um ponto importante: verifique a temperatura ideal de serviço da cerveja, geralmente indicada no rótulo. Servir gelada demais pode comprometer os sabores, prejudicando a combinação.

SOBREMESAS LÍQUIDAS

Algumas cervejas possuem características tão marcantes de chocolate, café, cacau, dulçor e cremosidade que podemos até mesmo chamar de “sobremesas líquidas”. Confira algumas:

chocolate-stout

Youngs Double Chocolate – Do estilo Sweet Stout, essa cerveja leva adição de chocolate durante o processo de produção, resultando em sabores e aromas bem marcantes de chocolate, equilibrados com a presença de amargor proveniente do lúpulo, além da torra do malte.

Tupiniquim-Monjolo-Imperial-Porter

Tupiniquim Monjolo – No aroma possui uma explosão de chocolate ao leite, café tostado e caramelo. Na boca, o sabor acompanha o aroma, em um corpo  extremamente aveludado. Notas de baunilha e toffee podem ser sentidas claramente, acompanhadas de um final licoroso por conta de seus 10,5% de teor alcoólico.

tupiniquim floresta negra

Tupiniquim Monjolo Floresta Negra – cerveja intensa, com corpo cremoso e denso e notas tostadas com finalização perfeita de dulçor, puxando bastante pra baunilha, e envolvimento profundo de frutas vermelhas, trazendo claramente toques de framboesa e cereja, assim como a famosa sobremesa que leva o nome da cerveja.

wals_pretoleum

Wals Petroleum – Russian Imperial Stout com 12% de ABV, elaborada com aveia, maltes de várias partes do mundo e maturada em cacau belga. O aroma, além do chocolate, possui notas de café e caramelo. O sabor de chocolate é intenso, com amargor equilibrado. Conselho: Não perca nenhum detalhe. Ao colocar no copo, você vê a complexa formação da espuma e o mix de bolhas que se formam. É um espetáculo à parte.

cerveja-pascoa-way-avela-porter

Way Avelã Porter – Esta é uma cerveja colaborativa com a Beervania e é mais leve (5.6% ABV) e adocicada. As cervejarias acertaram em cheio nesse mapa que vai agradar o paladar dos fãs de Nutella. O gosto de avelã é muito nítido e harmoniza muito bem com ovo de Páscoa. A medida que a bebida vai esquentando, revelam-se suaves notas tostadas do café, somadas a um suave herbal do lúpulo.

CULINÁRIA COM CERVEJA

Outra maneira interessante de brincar com os dois elementos é de fato unindo-os na panela!

Experimente utilizar cerveja na hora de fazer brigadeiro, cupcake, mousses, tortas e até mesmo em massa de bolo!

Aqui continuam valendo as regras de complementar ou assemelhar sabores entre os dois, mas deixe a criatividade falar alto: o amargor, o teor alcoólico e as particularidades da cerveja escolhida para a calda, massa ou ingrediente especial fará toda a diferença no resultado final!