08/02/2019 Por Victória Silva Novidades da cidade

A partir de março, teremos delegacia da mulher 24 horas em Santos

De acordo com dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2017 foram registrados mais de 60 mil casos de estupros no Brasil. Isso significa, em média, 164 mulheres e crianças tendo suas intimidades violadas todos os dias. O número de casos de violência doméstica é ainda maior – em média, 606 todos os dias. Mas, apesar disso, as delegacias da mulher, onde esses tipos de crime devem ser denunciados, só funcionam até as 18 horas. E não abrem aos finais de semana.

A conta não fecha, não é?

Neste sentido, Santos vai se juntar à capital paulista e Sorocaba. Isso porque, a partir de março, teremos delegacia da mulher 24 horas em Santos.

Delegacia da mulher 24 horas em Santos

Essa mudança ocorrerá graças a um convênio entre a Prefeitura e a Polícia Civil, assinado na última quinta-feira (7 de fevereiro). Segundo a previsão, o atendimento 24 horas deve ter início em 8 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

juicysantos.com.br - Delegacia da mulher 24 horas em SantosImagem: Miguel Bruna para Unsplash

Ativistas do combate à violência contra a mulher na região, como a ONG Hella, esperam essa boa notícia há tempos – e lutaram para que ela se tornasse realidade.

O período entre a decisão da mudança e o início do atendimento será utilizado para a adequação da estrutura física da DDM, tanto interna quanto externa. Serão feitos, por exemplo, serviços de pintura, alvenaria e reparos na parte elétrica e hidráulica. A estimativa é que o investimento nas obras chegue a R$ 450 mil.

“É uma necessidade fornecer um atendimento qualificado às mulheres vítimas de violência. Há protocolos de atendimento específicos, são necessárias salas especiais para colher o depoimento de crianças, por exemplo. Por isso, essas adequações físicas são necessárias para que funcione 100%”, explica o diretor da Polícia Civil na Baixada Santista e Vale do Ribeira, Manoel Gatto Neto.

Além disso, a Prefeitura promete disponibilizar um guarda municipal que acompanhará diariamente os plantões. Assistentes sociais e psicólogos também estarão sempre à disposição para apoiar o atendimento às ocorrências.

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos fica na Rua Assis Corrêa, 50, Gonzaga.

Share Button