Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 25 anos - Santos

Aqui tem microcrédito para mulheres tirarem projetos do papel

  • 2
    Shares

Se você sonha em empreender, mas não consegue tirar o seu negócio do imaginário por falta de aporte financeiro, essa matéria é para você!

Também pode te dar um gás caso 2020 tenha sido um ano complicado para o seu negócio.

Um projeto lindo está rolando para ajudar mulheres a começarem seus negócios, é o Fundo Dona de Mim.

A iniciativa é capitaneada pela mulherada do Grupo Mulheres do Brasil, com o apoio da Rede Mulher Empreendedora.

www.juicysantos.com.br - mulheres empreendedoras

Em resumo, elas oferecem microcrédito para mulheres

A ideia é impulsionar microempreendedoras individuais (MEI) impactadas pela crise provocada pela COVID-19.

Em sua segunda fase, o objetivo é ajudar 1.000 mulheres. Cada uma delas recebe R$ 3 mil para se reorganizar ou começar um negócio. As empreendedoras começam a pagar o valor somente após cinco meses da data de recebimento. De acordo com a divulgação, o valor é dividido em 12 parcelas de R$ 270, ou seja, com juros bem menores e sem qualquer outra taxa.

Veja também ideias de negócios promissores para 2021: clique pra conhecer mais de 70 ideias, segundo o Sebrae

Depois que as beneficiadas pagam, uma nova rodada é organizada e mais mulheres recebem esse microcrédito.

Como se cadastrar para receber o microcrédito

Essa ajuda faria diferença no seu 2021? Então corre que ainda dá tempo de se inscrever. Para isso, é necessário ter um CNPJ de MEI e também os seguintes documentos:

  • Certificado MEI legível
  • Foto do RG / CNH legível
  • Foto do CPF legível
  • Comprovante de endereço legível
  • Informações da conta bancária

Se já tiver toda a documentação necessária, basta clicar aqui para fazer o cadastro. O Banco Pérola, um dos parceiros do fundo, fará a análise e as aprovadas recebem, além do valor, acesso à Trilha Empreendedora da RME (curso de qualificação) e ao grupo fechado no Facebook.

Depois de fazer o cadastro, é só cruzar os dedos e ficar de olho no e-mail, pois é por lá que vão entrar em contato.