Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Você conhece a ligação entre Santos e a Revolução Constitucionalista?

Dia 9 de julho é feriado em todo o estado de São Paulo.

Isso porque esse foi o dia em que a Revolução Constitucionalista de 1932 teve início.

Além do dia off que você poderá aproveitar, você sabe qual foi o envolvimento de Santos com esse movimento? Pois é, muitos santistas não sabem, mas o povo da cidade ajudou essa história a acontecer. E, aliás, tem museu e até monumento homenageando os feitos dos santistas em 32.

Se você não conhece a história de Santos e a Revolução Constitucionalista, o Juicy vai te contar.

Santos e a Revolução Constitucionalista

A revolução armada começou em 9 de julho de 1932 em São Paulo e também no Rio Grande do Sul e em Mato Grosso do Sul.

O motivo? A intenção era derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e convocar uma Assembleia Nacional Constituinte. O levante começou, de fato, após a morte de quatro jovens por tropas getulistas em um protesto contra o então presidente da República.

No dia seguinte, as manchetes de todos os jornais, inclusive do centenário santista A Tribuna, relatavam o que estava acontecendo e os motivos da luta. Bastou a leitura para que muita gente daqui quisesse colaborar.

No total, foram 3 mil combatentes de Santos. Mas essa não foi a única presença de Santos na batalha.

juicysantos.com.br - Santos e a Revolução ConstitucionalistaImagem: Reprodução/Memória Santista

Paralelo ao movimento em direção à Estação do Valongo, de onde saíam os trens para São Paulo, o povo santista se organizou para oferecer diversas outras ajudas. É possível citar, por exemplo, doações para compra de capacetes dos combatentes. Em poucos dias, a cidade juntou o que hoje seria, em média, R$ 400 mil para essa causa.

Além disso, os atletas da equipe de remo do Clube Internacional de Regatas doaram todos os prêmios conquistados até então. Com o valor das medalhas e troféus foram comprados itens necessários para a revolução. Entre eles, estavam roupas, comida e remédios. Também saíram de Santos médicos e outros profissionais de saúde.

Homenagem

Você não conhecia a história, mas muito provavelmente já passou pelo monumento que homenageia os santistas que ajudaram a revolução de 32. O monumento Filhos de Bandeirantes fica no centro da Praça José Bonifácio, no Centro Histórico, e é considerado um dos mais importantes do estado.

A obra tem criação do escultor Antelo Del Debbio e foi inaugurada em 1956.

A obra tem 15 metros de altura e várias estátuas em homenagem aos santistas que participaram da revolução. Além da memória no meio do Centro Histórico, aqui em Santos também estão objetos da época. Os capacetes de aço (que o povo de Santos ajudou a custear), partes dos uniformes e bandeiras estão guardados no Instituto Histórico e Geográfico de Santos (IHGS).

Se você estiver em busca de um programa para o feriado, essa é uma boa dica: entender a razão dessa folguinha no meio da semana.