Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

O último show da Legião Urbana

Santos, 14 de janeiro de 1995. Não era apenas mais um sábado de sol no verão santista.

Por aqui, não se falava de outra coisa. O assunto do dia era o show da Legião Urbana, que aconteceria naquela noite na hoje saudosa Reggae Night (quem lembra da danceteria que marcou época?!)

O que ninguém imaginava era que a cidade estava prestes a assistir à última apresentação ao vivo da banda.

legiãoImagem: Divulgação/legiaourbana.com.br

O público, estimado em 1.000 pessoas – número pequeno para o sucesso da Legião, mas lotação máxima da casa do Morro da Nova Cintra –, chegou cedo. Os portões foram abertos às 22 horas, o show tinha início marcado para 00h30.

Eufóricos, receberam Renato ao som de Será, que abriu a apresentação. Naquela noite, 23 músicas foram apresentadas, em cerca de 1h45 de show.

Legiao urbanaImagem do ingresso para o último show da Legião Urbana: Memoria Loser

Entre uma canção e outra, fãs gritavam seu amor em coro. Tinha tudo para ser apenas mais um show.

No entanto, durante a música O Teatro dos Vampiros, uma latinha de cerveja foi arremessada no palco.

(A música foi dedicada à professora Silvia, do sistema de ensino Positivo. Alguém conhece essa mulher?)

Há registros na internet que dizem que, dali em diante, Renato Russo teria continuado o show deitado no palco. Mas, em vídeos, é possível ver que o cantor ficou bem nervoso.

Foi bem assim:

“Parou, acende as luzes. Latinha de cerveja tá mal, entendeu? Eu não preciso estar aqui, falou? Quem tacou isso aqui enfia no cu. E não vai mais ter O Teatro dos Vampiros”.

O incômodo de Renato é evidente. Ele finge que vai fazer um improviso e, em seguida, continua a falar sobre a latinha. “Odeio quando isso acontece, acho a maior basbaquice e falta de respeito. Cortou o barato legal”. Após pedidos do publico, continua o show.

Durante Faroeste Caboclo, o cantor deita e pede que apaguem a luz. Renato não canta, nem diz nada. Silêncio total.

O público canta em coro e o cantor se levanta para a próxima canção.

O site oficial da banda tem um relato de como foi a apresentação.

Recentemente, Dado Villa-Lobos, guitarrista da banda, relembrou o episódio em entrevista ao jornal Diário de Pernambuco.

“Foi um dos piores shows da Legião. Vínhamos de uma longa turnê, iniciada em 1993, e ficava claro em cena que a relação entre a gente estava desgastada (como banda)”.

Dias após a apresentação em território santista, veio a notícia: a turnê havia sido cancelada. Os caras foram para o estúdio e gravaram o álbum A tempestade, lançado em setembro de 1996. Em outubro do mesmo ano, Renato Russo faleceu e banda chegou ao precoce fim.

Dá pra assistir ao show na íntegra nesse vídeo. A qualidade não é das melhores, mas já se passaram 20 anos, né?

Vale pela curiosidade de saber como foi:

E você, tava lá nesse dia? Conhece alguém que foi nesse show memorável? Deixe nos comentários!