Rota do Café em Santos
22/08/2017 Por Victória Silva Turismo em Santos

Rota do Café em Santos

A história do café no Brasil começa em 1727.

Foi neste ano que as primeiras mudas do grão chegaram ao país, trazidas da Guiana Francesa por Francisco de Melo Palheta.

Então é a ele que você tem que agradecer pelo pretinho nosso de cada dia – de manhã pra acordar ou depois do almoço pra dar aquele gás no trabalho… 

Cerca de 100 anos depois, a bebida já tinha a importância que conhecemos atualmente.

Nessa época, o porto de Santos recebia o status de Porto do Açúcar. A introdução do café fez com que algumas coisas aqui na cidade começassem a mudar e, por isso, podemos dizer que existe uma rota do café em Santos.

museu do café

Mas quais foram as mudanças?

A primeira e principal parada da parte histórica da nossa rota se deu na estrutura do porto de Santos.

Isso porque a cidade passou a ter o papel estratégico de receber os grãos vindos do exterior e distribui-los. Antes disso, o nosso porto era tomado por lodo e lama e, por isso, proliferava doenças. O café foi o fator crucial para o início do saneamento no local e, posteriormente, em toda a cidade, além de dar melhor estrutura para receber os navios e um número maior de armazéns.

Os canais que cruzam a cidade resultam, assim, desse esforço em higienizar Santos.

Rota do Café em Santos

Nem deu tempo de inaugurarem a Bolsa do Café e já tinha gente de olho na potência econômica dos grãos, e esse é local da nossa primeira parada.

Rei do Café (conheça a história)
Onde: Rua Gonçalves Dias, 34/36, Centro Histórico

O Centro Histórico, local nobre da cidade nesses anos, ganhou o aroma da torrefação do café. Anos depois, a Bolsa do Café entra em funcionamento e deixa a região santista ainda mais movimentada. O local onde aconteciam as reuniões do pregão é outro ponto crucial dessa história, com cafezinhos maravilhosos.

Museu do Café/Café do Museu
Onde: Rua Quinze de Novembro, 95, Centro Histórico

No mesmo bairro, também fazem parte da rota:

Café Dias (grãos moídos na hora)
Onde: Visconde de São Leopoldo, 468

Café Paulista (que também tem porções e comidinhas)
Onde: Praça Rui Barbosa, 8

Durante a Primeira Guerra Mundial, o número de exportações diminuiu e o café foi desvalorizado.

Sacas de café foram queimadas e pés, erradicados, numa tentativa desesperada de driblar a situação de crise. Na década de 50, o cenário melhorou e a população santista passou por uma transição, ao trocar o Centro pelos bairros à beira-mar, como o Gonzaga, por exemplo.

E é por isso que as suas próximas paradas ficam pertinho da praia.

Casa do Cafezinho (intitula-se como a primeira cafeteria do país)
Onde: Rua Amador Bueno, 165, Centro e Av. Ana Costa, 532, Gonzaga

Café Tarantino – o favorito dos nerds
Onde: Rua Marechal Deodoro, 7, Gonzaga

Clube do Café de Santos
Onde: Av. Dona Ana Costa, 161, Gonzaga

Revo Coffe – bem atual
Onde: Avenida dos Bancários, 108A, Ponta da Praia (funciona apenas aos finais de semana, mas você também pode comprar online)
Vale lembrar: a loja é administrada por jovens empreendedores que amam café 

www.juicysantos.com.br - café artesanal de santos

Um amor maior que a cidade

Nos dias de hoje, o porto de Santos é o maior exportador de café do mundo e o Brasil, o segundo maior consumidor, atrás apenas dos Estados Unidos da América. Por aqui, mais de 120 toneladas saem mensalmente dos mercados com destino às casas, padarias, empresas, cafeterias. Resumindo, praticamente, todos os endereços da cidade.

Santos Café

Tão grande é a paixão dos santistas pelo café que o grão ganhou espaço no calendário da cidade e na rota turística também. Desde 2014, o Centro Histórico recebe o Festival Santos Café – evento que reúne gastronomia, arte, passeios especiais e MUITO café em um final de semana cheio de degustações, oficinas e descobertas sobre a bebida. Na edição de 2017, foram quase 40 mil visitantes circulando por ali.

Além disso, quem vai ao mesmo bairro pode percorrer os trilhos do bonde turístico em uma rota bem diferente da habitual. Estamos falando do Bonde Café, primeiro veículo temático para degustação de café da América Latina.

Não há dúvidas que esse amor é grande e verdadeiro, né? Vai curtir a rota do café, delicie as xícaras bem quentinhas e conte pra gente qual é o seu lugar preferido na cidade para tomar um cafezinho.

* Com informações do documentário Berço do Café.

Share Button