Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Home office para iniciantes – coronavírus não vai diminuir produtividade

  • 1
    Share

Trabalhar de casa é o sonho de muita gente.

Mas a mudança repentina para o trabalho remoto, provocada pela proliferação do coronavírus, pode trazer uma série de dúvidas. Afinal de contas, fazer home office não é tão simples quanto parece.

Se você foi dispensado de ir ao escritório e está se sentindo perdido, não precisa entrar em pânico. Basta um pouquinho de organização e o uso de algumas ferramentas para tudo ficar sob controle. Para te ajudar, a equipe do Juicy Santos – que está habituada ao trabalho remoto – vai compartilhar algumas dicas com você.

Home office para iniciantes: 5 dicas infalíveis

 1. Em casa, mas ainda é trabalho

Por trabalhar em casa, você terá algumas mordomias como, por exemplo, poder dormir até um pouquinho mais tarde e ter o seu próprio dress code. Mas é bom não chutar o balde… Acordar 5 minutos antes do horário de bater o ponto virtual e trabalhar de pijama não vai ajudar a manter a rotina.

Ninguém vai ver. Porém isso vai ter um impacto direto na sua produtividade.

juicysantos.com.br - Home Office para iniciantes

Evite tomar café ou almoçar na frente do computador ou então trabalhar enrolado nas cobertas. Todas essas ideias parecem ótimas, mas acredite: seu cérebro não vai entender que você está trabalhando e quando se der conta, chegou meio-dia e você não fez nada.

2. Planeje o dia e siga os planos

Comece a trabalhar no horário tradicional. Pare para o almoço. Desligue o computador no horário de sempre. Manter a rotina é essencial. Mas, para além disso, também se torna imprescindível ter em mente quais são as suas tarefas do dia. Neste sentido, fazer um planejamento diário pode te ajudar muito. Deixe ele do seu lado na mesa e confira como está o andamento das coisas de tempos em tempos.

3. Mantenha contato com a equipe

Uma das grandes diferenças do trabalho remoto é que a equipe não está ao seu lado. Mas isso pode ser facilmente contornado: mantenham contato através de ferramentas como o WhatsApp ou o Slack, por exemplo. Para chamadas de vídeo, tem o Zoom e o Google Meet (que está liberado para reuniões com até 250 pessoas!).

Tire dúvidas, dê atualizações sobre o andamento do trabalho e tente manter tudo como se vocês estivessem próximos.

4. Monte um cantinho do trabalho

Por mais que seja algo provisório, é importante que você tenha um local para trabalhar. Evite fazer isso no sofá ou na cama, já que mais uma vez isso pode te levar a um nível de conforto tão grande que a cabeça esquece que está trabalhando. Coloque o computador numa mesinha e avise a família que, apesar de estar em casa, você precisa se concentrar nas tarefas em mãos.

5. Lembre-se de tirar um tempo para você 

Com o trabalho em casa, pode ser que você não consiga dividir as coisas. Caso não dê tempo de finalizar algo, lembre-se que normalmente você iria deixar para o outro dia e está tudo bem fazer o mesmo. Desligue o computador e faça algo para se distrair. Já que sair de casa não é indicado, opte por coisas como assistir um filme ou ler um livro, por exemplo. O importante é separar o momento de trabalho do memento casa.

Por que liberar seus colaboradores e como fazer isso

Primeiramente, precisamos entender: por que o home office é uma opção em tempos de pandemia? Deixar os colaboradores em casa é uma decisão em nome da saúde pública. Afinal, isso evita que eles estejam em aglomerações no transporte público, nos restaurantes e no próprio escritório. Liberar a galera é uma decisão sábia, mas é importante que venha acompanhada de orientações e de apoio.

Confira se toda a equipe tem o suporte necessário para trabalhar em casa. Conferir se todos têm, por exemplo, internet e computadores que rodam os softwares necessários é primordial. Além disso, dê uma conferida em questões como a segurança de dados com o pessoal do TI.

Aí, é só liberar a galera e aguardar as coisas normalizarem 🙂