12/03/2018 Por Juicy Santos Empreendedorismo

Dicas de marketing para pequenas empresas

Devo iniciar esse texto com a seguinte afirmação: Marketing é uma ciência.

E, assim, como uma ciência que trata do comportamento dos seres humanos, ela demanda muito estudo, estratégia e dedicação para dar certo.

Uma das maiores referências do Marketing, Philip Kotler define:

Marketing é a ciência e a arte de conquistar e manter clientes e desenvolver relacionamentos lucrativos com eles.”.

Partindo dessa definição de o que é marketing, temos pontos importantes que devem ser tratados com muito cuidado quando se inicia um negócio.

www.juicysantos.com.br - reinaldo cirilo dá dicas de marketing para pequenas empresasFoto: RawPixel para Unsplash

Marketing é uma conquista.

Sim, você precisa conquistar um cliente, seduzi-lo e fazer com que ele se sinta atraído pelo seu negócio ou produto. É fácil? Claro que não. Funciona como nas relações humanas, você não tem uma segunda chance de causar uma boa impressão.

Você precisa iniciar seu negócio, com muito carinho e atenção aos detalhes. Vamos aos exemplos básicos dessa primeira necessidade. Ao iniciar um negócio online, por exemplo (que seja uma lojinha virtual ou um e-commerce), você precisa ter muito cuidado com o design, nome do seu produto e marca.

O nome precisa ser impactante, fácil de ser lembrado, curto e que tenha boa pronúncia. Esse é o primeiro chamariz. As pessoas vão se interessar em conhecer maiores detalhes de itens e serviços de empresas com nome bacana, isso é fato.

Outro cuidado essencial é ter um logo bacana e uma grafia interessante que se imponha e, no caso do produto, tudo isso e mais uma embalagem moderna.

Ao iniciar postagens visando o marketing em redes sociais (primeira mídia de 99,99% dos pequenos empreendedores), alguns detalhes devem ser observados:

1. Seja sucinto nas suas postagens

Escreva menos e diga mais. Como? No início, vá direto ao assunto, porque você ainda não tem muito conteúdo, mas talvez tenha uma história bacana de desenvolvimento do produto, quais são seus pontos fortes, origem, ingredientes especiais, quais seus diferenciais e é isso que interessa;

2. Capriche nas imagens

Não precisa ser o maior expert em fotografia do universo, mas tenha cuidado com posição, iluminação e câmera. Os atuais smartphones podem fazer milagres, assim como aplicativos de edição de fotos;

3. Foque em uma rede social

Não escolha todas as redes sociais que existem de uma só vez. Entenda o público que frequenta cada uma delas e ataque duas ou três redes sociais; a massa de gente se encontra no Facebook e no Instagram atualmente, mas se for um serviço que precise ser explicado, talvez seja interessante utilizar vídeos no Youtube, por exemplo;

4. Tenha um designer de confiança

Tenha sempre por perto um designer, para consultar e trabalhar em conjunto com você no desenvolvimento do logo, embalagem e demais itens. Imagem é tudo!

Outros detalhes são importantes, como registrar o nome do site. Não perca a oportunidade, registre também uma fan page (página empresarial) no Facebook. Não deixe para depois, pois alguém pode registrar antes de você e já era.

www.juicysantos.com.br - dicas para empreendedores iniciantes sobre marketingFoto: Brooke Lark para Unsplash

Manter clientes e desenvolver relacionamento

As pessoas se interessaram pelo seu produto e isso é ótimo, você já deu seu primeiro passo.

O segundo é facilitar o acesso à compra que hoje pode acontecer pelo Facebook, Whatsapp ou em um site, com plataformas prontas como o Wix que tem layouts incríveis, por apenas R$ 40/mês em média.

Entenda o preço que as pessoas estariam dispostas a pagar e prepare-se para a entrega, porque a logística faz MUITA diferença. Aqui vai mais uma lição que pode matar ou dar sobrevida ao seu negócio:

“Nunca prometa mais do que você possa oferecer”.

Sempre solicite feedback de como foi a experiência do cliente e peça informações de como você pode atende-lo melhor (é grátis e essencial).

Coloque-se no lugar do cliente

Por fim, marketing é pensar em lucro.

Se você não conhece o custo da sua operação, não saberá precificar o que oferece.

Coloque todos os custos na ponta do lápis – tudo mesmo. Desde combustível para buscar o item, imposto, valores que o contador cobra para assessorar sua empresa e todo gasto com matéria-prima.

Uma empresa saudável é aquela que dá lucro. Cuidado com promoções e cupons, pode ser fatal jogar o preço lá embaixo, pois as pessoas terão a percepção que o valor regular não compensa.

Em breve, voltarei com mais dicas de marketing.

Um abraço, Reinaldo Cirilo – especialista em Marketing 

Share Button