Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Descubra como fazer um bullet journal

  • 29
    Shares

Eu conheci o bullet journal nas reuniões de pauta do Juicy Santos.

Toda segunda-feira, a Flávia chega ao nosso QG com o mesmo caderninho, onde ela anota tudo o que precisa falar e tudo o que nós combinamos naquela manhã. Confesso que a primeira impressão é que era um bagunça, mas com o decorrer do tempo percebi que era uma bagunça bem organizada e muito útil.

Em alguma dessas manhãs, ela comentou que seu método de organização é mundialmente conhecido como bullet journal e eu voltei para casa cheia de dúvidas.

bullet journalImagem: Reprodução/Fórmula da felicidade

O que um bullet journal?

Em português, esse é um diário (ou agenda) em tópicos.

O sistema foi criado pelo designer americano Ryder Carroll e se popularizou a partir de 2015, quando ele postou um vídeo no Youtube explicando a ideia e como usa-la.

“É um sistema escrito, desenvolvido por mim, para controlar o passado, organizar o presente e planejar o futuro”, resume no vídeo em questão.

De uma maneira simplificada, o bullet journal te convida a colocar na mesma agenda/caderno todas as anotações que habitualmente são feitas na agenda do celular, caderno, post-its e outros locais que se perdem com o decorrer do dia.

O interessante é que você pode começar quando quiser.

O vídeo do Ryder Carroll completo:

Tudo é organizado do seu jeito, para que você se encontre e se entenda com facilidade.

Para quem o sistema funciona?

Essa é fácil: TODOS.

A ideia é concentrar as informações em um local. Então se você estuda – seja ensino médio, faculdade, para concurso ou qualquer outra coisa – trabalha, tem compromissos da casa, crianças, pessoas ou seja o que for, esse metódo pode te ajudar.

O legal é que como você constrói a agenda do zero, pode adaptar tudo para as suas necessidades e a cada mês analisar o que deu ou não certo e recomeçar de outra maneira.

Tem que ser artístico?

bullet journal2Imagem: Reprodução/Wish Planner

Pesquisei no Pinterest, Google e outros mecanismos como o Instagram, por exemplo, como a galera faz o bullet journal e me deparei com uma infinidade de páginas ilustradas, com caligrafias incríveis e paleta de cores perfeita.

Por um instante, desanimei de organizar meu 2018 dessa maneira. Afinal, não sei desenhar e não teria tempo e paciência para criar coisas daquele tipo.

A boa notícia: nada disso é estritamente necessário. O seu bullet journal (bujo, para os mais íntimos) pode ser bem simples e direto ou mais colorido. Vai da sua criatividade, humor e paciência. E, é claro, é uma boa oportunidade de usar aqueles adesivos poupados nos cadernos em toda a sua vida.

Não vou perder muito tempo?

Tive a sensação que organizar meu tempo ia levar muito tempo.

Mas, conversando com pessoas que já utilizam o sistema descobri que não. É tudo bem rápido, intuitivo e em alguns casos pode até ser relaxante. Você só vai precisar de:

– tópicos
– frases curtas
– números de páginas

Outra coisa interessante é que qualquer caderno serve. Você escolhe se quer pautado, pontilhado ou com folha branca. Pequeno, médio ou grande; com capa dura ou flexível e se vai ser estampado ou com apenas uma cor.

Além disso, dá para começar no início do ano ou no momento que você perceber que existe um caos a ser organizado. Diferente de uma agenda comum, que ficaria com várias páginas em branco.

Como fazer um Bullet Journal?

bullet journal 3Imagem: Reprodução/Fórmula da felicidade

Alguns itens podem ajudar a sua organização a acontecer de maneira mais fácil.

Marcadores: são os símbolos que indicam o que cada tópico significa.
Índice: é o local que você vai legendar os marcadores, no início ele é bem útil para refrescar a memória sobre cada desenho ou cor.
Registro do futuro (future log): é o espaço onde você vai organizar os eventos que acontecerão mais para frente.
Registro mensal (monthly log): onde, no início do mês, você lista tudo o que já sabe que vai acontecer.
Registro semanal/diário: mesma lógica, mas para semana e/ou dia.

Além disso, você pode adicionar uma listagem com os livros que você quer ler, séries e filmes da Netflix para assistir, controle de gastos e economias, acompanhamento dos seus hábitos (como horas de sono, frutas ingeridas no dia, quantos copos de água tomou, etc) e tudo mais que achar necessário.

Segundo a Flávia, esses são os 11 passos do bullet journal de sucesso

1. Defina seus bullets (marcadores)
2. Crie o índice
3. Future log
4. Monthly log
5. Daily log
6. Exercite sua criatividade
7. Numere as páginas
8. Complete o índice
9. Novo monthly log
10. Novo daily log
11. Repita ad infinitum

A dica é deixar páginas em branco entre as tarefas, para caso precise anotar mais alguma coisa. E não esquecer de completar o índice, porque às vezes é preciso voltar em alguma página específica e, sem ele, as coisas ficam perdidas na agenda.

Inspirações

Ok, nós sabemos que romper a folha em branco não é fácil.

Por mais que nós tenhamos explicado tudo que um marinheiro de primeira viagem precisa saber, é sempre bom dar uma olhada no que a galera está fazendo para ter uma noção melhor, né? Você pode pesquisar por imagens no Pinterest, Google Imagens e no Tumblr.

O único risco é achar coisas muito mirabolantes e acabar perdendo o animo por algo mais simples. Para que isso não aconteça, nós separamos alguns vídeos bem legais de brasileiros que aderiram ao sistema e mostraram como estão fazendo lá no Youtube. Mas também tem hashtag e perfis do Insta e outras coisas bem legais.

Youtube

Nátaly Neri

Priscila Batista

Instagram

No Instagram, é possível seguir a hastag #BulletJournal e ficar de olho no que todos os usuários estão postando a respeito. Tem mais de 1 MILHÃO de fotos e vídeos já postados e a galera continua subindo mais conteúdo sobre isso.

Também existem perfis específicos sobre o bullet journal. Os nossos preferidos (brasileiros) são esses dois:

@Meubulletjournal

@bujo_br

Que tal começar o ano de uma maneira mais organizada com o bullet journal?