Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Lixo’s Brinquedos: materiais descartados transformados em diversão

O sobrado velho, na Praça Belmiro Ribeiro, parece apenas mais uma construção com fachada histórica, à espera de um comprador, um espaço que, logo mais, dará vida a outro arranha-céu. No entanto, no interior do casarão, brinquedos lendários ganham vida. Lixo's Brinquedos  Imagem: Divulgação

No ponto de ônibus quase em frente, um garotinho que deve ter 7 ou 8 anos olha, curioso, para construção. Mas, em poucos segundos, sua atenção é novamente do aplicativo, no celular que carrega.

Nem ele, nem sua mãe devem saber, mas brinquedos que estimulam o aprendizado, constroem a consciência ambiental e viajam no tempo são confeccionados ali, na casa azul, pelo artesão Ricardo Silva.

Lixo's Brinquedos

O Lixo’s Brinquedos é uma ateliê de brinquedos feitos com materiais recicláveis que surgiu há cerca de 2 anos. “Comecei o trabalho no Natal de 2013. Minha filha tinha 2 anos e eu precisava comprar o presente dela, foi uma forma de dar algo diferente, criativo. Eu acabei gostando, olhava pro lixo e via a possibilidade de criar novos brinquedos”, explica Ricardo.

Lixo's BrinquedosImagem: Divulgação

Hoje a casa, cedida por sua avó, está cheia deles. São fliperamas, jogos medievais, futebol de peteleco e de botão. O material usado vai de tampinhas de garrafa a elásticos (daqueles de prender dinheiro), até portas velhas e rolhas de bebidas.

Sua criatividade não tem limites.

Lixo's Brinquedos

“Um dos meus sonhos é que o projeto se torne uma fonte de renda fixa. Faço exposições itinerantes, onde mais consigo vender, e oficinas. Mas a frequência delas ainda não é grande”, conta.

O garotinho, que subiu no ônibus tropeçando, por continuar mexendo no celular, talvez pudesse se divertir com Inaiá, filha do Ricardo. “Ela pega as coisas e diz: olha, papai, dá pra fazer um brinquedo com isso, vou fazer um Lixo’s Brinquedo”, lembra o artesão, todo orgulhoso.

Quem quiser ter um dos brinquedos confeccionados a partir de materiais recicláveis pode falar com o Ricardo no Facebook!