Flávia Saad
Texto porFlávia Saad
37 anos - Santos (SP)

Ganhe uma partitura original do maestro Gilberto Mendes

Se você estuda ou ama arte, deve conhecer o nome e a obra do maestro santista Gilberto Mendes.

Falecido em 2016 aos 93 anos, Mendes fundou o Festival de Música Nova, mais antiga e importante mostra internacional de música contemporânea das Américas, além de ter atuado como seu diretor artístico e programador. Recebeu diversos prêmios aqui e lá fora, além de ter seu nome registrado na história da arte brasileira.

www.juicysantos.com.br - gilberto mendesFoto: Susan Hortas/PMS

Mendes sempre quis levar a música para o maior número de pessoas possível – então, para a inauguração do espaço cultural que leva o seu nome, a organização preparou uma surpresa bem especial para os amantes da música.

Você pode ser o orgulhoso dono de um pedaço autêntico da música contemporânea brasileira, levando uma das suas partituras para trocar por uma original de Gilberto Mendes! A coleção tem, ao todo, 250 partituras do maestro e ficou guardada por 17 anos na Escola Musical Henrique Oswald, no Gonzaga.

Inauguração do Espaço Cultural Gilberto Mendes em Santos

Nesta quinta-feira (19 de abril), a partir das 19 horas, será inaugurado um espaço cultural com o seu nome no Cais Milton Teixeira, na Vila Mathias.

A ação da troca de partituras é apenas uma das atrações da homenagem ao gênio da música brasileira. Estão programadas, ainda, apresentações de dança, música, projeções e uma exposição.

“Desejamos que este tesouro se espalhe pela Cidade e que os músicos tenham a chance de aprender e até mesmo fazer releituras da obra de Gilberto Mendes. Queremos também que os músicos tragam suas partituras para que a música circule por todos os cantos”, explicou a maestrina Meire Berti, que desde 2001 é a guardiã das partituras de Mendes.

www.juicysantos.com.br - gilberto mendes maestro santista

A doação tem tudo a ver com o jeito como Mendes enxergava a música.

“Mesmo sendo um gênio reconhecido no mundo inteiro, Gilberto sempre estava à disposição das pessoas, principalmente dos músicos mais jovens. Ele sempre foi muito generoso”.

O poeta Flávio Viegas Amoreira abre o evento com leitura de texto de sua autoria sobre Gilberto Mendes; em seguida, o Balé da Cidade de Santos apresenta trechos do espetáculo Pedaço de Mim, do Balé da Cidade de Santos, com direção de Renata Pacheco e baseado na obra de Mendes. Na sequência, o pianista Antonio Eduardo executa as músicas Il Niege (Henrique Oswald) e Il Niege… de Noveau (Gilberto Mendes).

Cantam também o Coral Municipal de Santos e do Coral Santista de Servidores, com Mamãe Eu Quero Voltar e Salada de Frutas, ambas compostas por Gilberto Mendes.

Encerrando a programação musical, a Banda Marcial de Cubatão, regida pelo maestro Alexandre Felipe Gomes, executa clássicos do jazz e de trilhas sonoras de filmes apreciados por Gilberto Mendes, como o longa-metragem Em Algum Lugar do Passado.

www.juicysantos.com.br - partituras originais de gilberto mendesFoto: Susan Hortas/PMS

O público também poderá curtir as intervenções do ator Bruno Frachia, que vai personificar a figura do maestro. A noite contará, ainda, com exposição de reproduções de obras de Eliane Mendes, viúva de Gilberto Mendes, e algumas peças do acervo pessoal do maestro.

Imagens do filme A Odisseia Musical de Gilberto Mendes ganharão projeção no centro cultural. O longa-metragem – filmado no Brasil, Rússia, Holanda, Alemanha e Bélgica entre 2002 e 2005 – foi produzido por Carlos Moura Ribeiro Mendes e tem direção de fotografia de Odorico Mendes.

Chamado carinhosamente de “castelinho”, o Espaço Cultural Maestro Gilberto Mendes fica no Bloco C do Centro de Atividades Integradas de Santos (Cais) Professor Milton Teixeira, na Av. Rangel Pestana, 150, Vila Mathias.

Mais de 1.000 alunos do programa Fábrica Cultural e da Escola Livre de Dança, ambos gratuitos, passam por lá todos os meses.

No local, funciona também a Biblioteca de Artes Cândido Portinari e a Galeria de Arte Mário Gruber.